Moda

Este fim de semana há um novo mercado de roupa em segunda mão no Porto

O MyCloma Fest vai ter ainda livros usados e vários workshops ligados à sustentabilidade.
É a primeira edição.

Nos próximos dias 19 e 20 de junho (sábado e domingo), a Rua do Monte Alegre, no Porto, vai ser invadida por milhares de peças de roupa e livros em segunda mão. O My Cloma Fest é o novo mercado sustentável da cidade e promete ainda apresentar projetos de arte ecológica, música, comfort food e workshops ligados à sustentabilidade.

Este mercado é promovido pela MyCloma, uma plataforma portuguesa de compra e venda de roupa em segunda mão que foi lançada no ano passado, em plena pandemia. Para celebrarem o primeiro aniversário, os quatro jovens fundadores quiseram organizar “uma ação com impacto, que envolva a comunidade no propósito da preservação do planeta.”

Em linha com a missão de prolongar o ciclo de vida útil da roupa (numa clara aposta na economia circular), vão apresentar o stock de roupa em segunda mão ao vivo a todos os clientes que preferem comprar presencialmente. Ao mesmo tempo, convidaram outros projetos amigos do ambiente para se juntarem ao evento.

Foi, segundo Ana Catarina Monteiro, uma das fundadoras, “uma opção natural, uma vez que temos por princípio estabelecer parcerias, mas também porque a presença de outras marcas é um fator de valorização do MyCloma Fest na ótica do cliente.”

Por lá, vão estar projetos como a Tripeirinha, a Mineral Organic Crafts, a Trade Stories, a Mande uma Flor, Arum Earrings ou meia Laranja, entre outras presenças que já foram confirmadas.

Esta primeira edição do MyCloma Fest vem acompanhada pelo lançamento da primeira aplicação móvel portuguesa que se especializa na venda de roupa em segunda mão, que estará disponível para os sistemas operativos iOS e Android. Surge como uma forma mais prática de comprar peças de roupa em segunda mão através do smartphone.

No sábado, 19 de junho, a agenda conta com um workshop de flores secas de Tailene Nicodem (da Mande uma Flor); um desfile de moda com peças de upcycling produzidas por alunas da Escola de Moda do Porto; a exibição do jogo Portugal – Alemanha na competição do Euro 2020; e um sunset com DJ ao vivo.

Já no domingo, 20 de junho, pode contar com um workshop facilitado por Sofia Manuel, mais conhecida como a Tripeirinha, uma verdadeira especialista em plantas de interior que, durante a pandemia, ajudou os portugueses a ter uma casa mais verde e amiga do ambiente. Leia o artigo da NiT para saber mais sobre o seu projeto.

O MyCloma Fest vai decorrer no número 66 da Rua do Monte Alegre, no Porto, entre as 10 e as 20 horas. A entrada é gratuita, mas não se esqueça de levar a máscara social.

Durante vários anos, Ana Catarina Monteiro, de 20 anos, tinha por hábito doar a roupa que já não queria, mas cedo percebeu que havia uma falha no mercado: “Podia haver um sítio onde as pessoas pudessem vender a sua roupa para ser usada por outras“, explicou à NiT em julho de 2020. Começou por colocar algumas peças à venda no OLX e noutras plataformas de venda até criar a sua própria página de Instagram, em maio do ano passado, e a procura “foi enorme”.

O seu irmão, Fernando Monteiro, de 33 anos, já tinha alguma experiência na área de gestão e Ana decidiu pedir-lhe ajuda para criar um serviço que pudesse “responder a esta necessidade”. “Ele tem mais experiência e visão de mercado para me ensinar a fazer crescer o negócio”, acrescenta Ana . Juntos, reuniram uma equipa e criaram a plataforma MyCloma.

Depois de um enorme sucesso no arranque, a equipa uniu-se à Escola de Moda do Porto (EMP) para desafiar os alunos de moda a criarem peças de upcycling — um processo de transformação de roupa destinada ao lixo em artigos novos. A coleção foi oficialmente lançada em maio deste ano. A seguir, carregue na galeria para conhecer algumas peças.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT