Moda

ModaLisboa: Dino Alves brilhou no último desfile desta edição

O criador português encerrou o evento de moda mais importante do País, este domingo, 8 de março.

O desafio era grande, mas nada que Dino Alves não estivesse habituado. Afinal, o enfant-terrible da moda portuguesa sabe como fechar uma edição da ModaLisboa em grande — já o fez em variadas edições.

Na noite deste domingo, 8 de março, a sala das Antigas Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento do Exército, na capital portuguesa, esteve completamente cheia para assistir ao desfile do criador. 

Quando as luzes se apagaram, houve palmas e assobios, em género de despedida da 54.ª edição da ModaLisboa. Logo a seguir, o som dos pássaros começou a soar alto e um miúdo surgiu na passerelle com estilo campino. Provavelmente era uma alusão a Dino Alves, já que o criador se inspirou no seu percurso de vida para criar a coleção.

Segundo contou no press book, fez uma viagem até à sua infância. Foi buscar o cheiro do campo, das flores e da lareira — das “visitas a galerias, ao cinema, ao teatro, à noite”. O resultado, esse, não podia ser mais entusiasmante.

Nesta nova linha, as peças inspiradas no guarda-roupa da época misturam-se com outras com uma estética quase punk. As fazendas de lã, poliéster, popelines de algodão, viscoses, ganga, lycra, seda, tule e organza são os materiais mais usados numa linha que viaja por quase toda a paleta de cores — desde o preto, ao roxo, laranja, branco, vermelho, lilás, amarelo, azul e rosa.

Destaque, sem dúvida, para os vestidos compridos e esvoaçantes e as camisas brancas repletas de folhos, peças que qualquer fashion lover vai querer usar na próxima temporada. No final, a acompanhar a volta final, tivemos a música de José Cid , de 1975, “Ontem, Hoje e Amanhã”.

Como começou a carreira de Dino Alves

Dino Alves é natural da Anadia e é conhecido como o “enfant-terrible da moda portuguesa”, porque sempre gostou de apresentar coleções capazes de representar conceitos que pretendem tocar de alguma forma na consciência humana.

É formado em Pintura na Escola Superior Artística do Porto e fez um curso profissional de fotografia no INEF. Ainda assim, só depois de passar pela Cinemateca Portuguesa é que percebeu que a sua grande paixão é a moda.

O primeiro desfile aconteceu em 1994, num evento já extinto chamado “Manobras de Maio”, em Lisboa. Só a partir de 1997 é que começou a apresentar as suas coleções na ModaLisboa. A par das coleções sazonais, o designer tem criado figurinos para vários espetáculos de dança e teatro, bem como guarda-roupas para publicidade, eventos de moda e lançamentos de produtos.

Em 2006, por exemplo, foi ele o responsável pelo styling e produção da imagem dos participantes do Festival da Canção. Em 2011, abriu o seu atelier na Baixa de Lisboa, mais precisamente no número 91 da Rua da Madalena.

A seguir, carregue na galeria para conhecer melhor a nova coleção de Dino Alves.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT