Moda

ModaLisboa regressa em outubro com um novo formato digital adaptado à pandemia

A organização anunciou esta segunda-feira, 1 de setembro, que a lotação presencial será "extremamente limitada".
O desfile de Ricardo Andrez em março deste ano.

“Houve a ilusão de uma suspensão no tempo. Uma paragem obrigatória. O mundo puxou o travão de mão e as casas passaram a ser as únicas ruas que conhecíamos”. Foi com estas palavras que a organização da ModaLisboa começou um comunicado enviado à imprensa esta segunda-feira, 1 de setembro, em que anunciou as datas oficiais para a próxima edição.

O evento regressa entre os dias 7 e 11 de outubro (quarta-feira a domingo) com “uma componente digital e uma exclusiva e estratégica componente física”, um novo formato adaptado à pandemia. A base das operações será nos Jardins do Parque Eduardo VII, em Lisboa.

“Precisamos de ser mais. Mais empáticos, mais inclusivos, mais criativos, mais humildes, mais ativos, mais disruptivos, mais éticos, mais atentos, mais pragmáticos, mais abertos, mais unidos, mais livres. Mais humanos”, continua o documento sobre o tema escolhido para esta edição, que recebeu o nome ModaLisboa Mais.

Serão mais dias do que o habitual, desenhados depois daquilo a que os responsáveis chamam um “processo de reflexão” que levou meses, em que observaram e debateram a realidade para transformar e adaptar o evento, tendo sempre em consideração que as circunstâncias poderão voltar a mudar até outubro. Todas as ações presenciais, garantem, foram construídas de forma segura, obedecendo às diretrizes locais e nacionais de saúde. 

O destaque vai ainda para um conceito de desfiles “sem estações” de forma a permitir que os designers possam apresentar coleções que tenham sido forçadamente arquivadas por causa da pandemia. “Por eles e por todas as outras pessoas que trabalham em moda, em cultura, em arte, é imperativo continuar”.

A lotação presencial vai ser “extremamente limitada” e as apresentações poderão ser acompanhadas pelo público através de uma nova app mobile e outra app TV, com o apoio de um site oficial reforçado, construídos em parceria com a Altice, todos de acesso livre e gratuito. Ainda não se sabe quando estarão disponíveis.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT