Moda

ModaLisboa: Soraia Chaves estava arrebatadora no desfile virtual de Nuno Baltazar

O criador português convidou a atriz para desfilar esta sexta-feira na apresentação da nova coleção.
A atriz na noite desta sexta-feira.

Na noite desta sexta-feira, 16 de abril, Nuno Baltazar encerrou o segundo dia da ModaLisboa com um desfile virtual que foi transmitido em streaming pelas 22 horas. Este que é o primeiro evento 100 por cento digital da organização decorre até domingo, 18 de abril, com apresentações de designers, workshops, palestras e a transmissão de oito filmes, muitos deles em estreia absoluta. O acesso é livre — pode acompanhar a ModaLisboa através do site oficial, na app (disponível para iOS e Android) e na ModaLisboa app TV para clientes MEO.

Para esta edição adaptada à pandemia, Nuno Baltazar apresentou uma coleção para o outono/inverno de 2021/22 que se inspirou na exploração do processo de criação e do desenvolvimento de personagens de um guião. Para isso, convidou as atrizes Soraia Chaves e Sónia Balacó, que desfilaram entre as modelos ao som de música lírica. No cenário grandioso, o principal adereço era um microfone ao qual as personagens se dirigiam, no momento em que um holofote se focava nas suas imagens.

Nesta que é a sua 34.ª coleção, Nuno Baltazar partiu dessa exploração para compor narrativas visuais. As escolhas das silhuetas e materiais ganharam uma paleta de cores plana, que contou com tons como o marfim, champanhe, canela, conhaque, tabaco, fumo, preto, prateado e ouro.

Já para as matérias-primas, escolheu principalmente algodão, linho, lã e seda, que surgem em diferentes estruturas, mas também flanelas vichy, crepe, cetim duchese, jacquard, rendas de veludo e linhas H e Y. Destacam-se ainda os ombros e mangas volumosos, as sobreposições e os efeitos trompe-l’oeil.

Nos acessórios, optou por elementos como bordados retro e sandálias e botas altas em peles naturais e espelhadas, que pretendem reforçar uma silhueta esguia.

Como começou Nuno Baltazar

Formado em Design de Moda pelo Citex, em 1998, Nuno Baltazar venceu vários prémios ao longo do seu percurso académico, como o de Jovens Criadores da Revista Máxima, em 1995 e 1996 e Porto Moda, em 1997. Estreou-se no Portugal Fashion em 1997, numa dupla com Paulo Cravo. Foi também com ele que, em 1999, iniciou apresentações regulares de coleções na ModaLisboa.

A partir de 2004, Nuno Baltazar passou a assinar apenas com o seu nome e, nesse mesmo ano, fez a sua estreia individual no Portugal Fashion, numa edição realizada no Funchal. Em maio de 2005, inaugurou a sua primeira loja no Porto, como extensão do seu trabalho de atelier, onde estão disponíveis as suas coleções de pronto-a-vestir.

Colaborou com personalidades como Carminho, a maestrina Joana Carneiro, Catarina Furtado, Dalila Carmo, Custódia Gallego, Maria João Luís, Raquel Strada e Victória Guerra. Ao mesmo tempo, o seu gabinete criativo desenvolveu vários projetos de fardamentos, como para a EDP, Casino da Póvoa do Varzim e Hotéis IBIS.

Foi nomeado para os Globos de Ouro como Melhor Designer em 2008, 2010 e 2013, ano em que venceu nesta categoria. Em 2015, aos 39 anos recebeu a comenda da Ordem do Infante D. Henrique. Foi em 2020 que regressou às apresentações de coleções de moda de autor.

A seguir, carregue na galeria para ver algumas imagens do desfile de Nuno Baltazar na ModaLisboa Comunidade.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT