Moda

Morreu Claude Montana, o estilista que definiu a silhueta dos anos 80

Ombros largos e linhas estruturadas e dramáticas eram alguns dos detalhes que o destacavam na moda internacional.
Montana tinha 76 anos.

Morreu Claude Montana, o estilista que ficou conhecido por definir a silhueta dos anos 1980. A opulência maximalista, os ombros largos e silhuetas dramáticas foram algumas referências das suas criações.

O desaparecimento foi confirmado pela Agence France-Presse esta sexta-feira, 23 de fevereiro. O artista francês de 76 anos terá morrido no hospital Bretonneau, em Paris, mas ainda não foram reveladas as causas da morte.

Montana deixou uma marca muito forte no mundo da moda. A abordagem que dava às suas criações refletiam não só a extravagância da própria da época, como o seu estilo pessoal. O estilista parecia não conhecer a palavra “menos”. E foi essa forma de ver a alta-costura que o levou primeiro a assistente de Jean Patou e depois a lançar a própria marca, em 1979.

O carisma, aliado ao talento, tornou-o rapidamente numa das personagens principais da moda parisiense. As criações de Montana distinguiam-se pela estrutura muito vincada com linhas reta e dramáticas, e pelo trabalho minucioso.

Porém, o verdadeiro crédito é-lhe dado por toda a opulência maximalista da moda que imperou na década de 80. O designer criou, ao lado de Thierry Mugler e Jean Paul Gaultier, a estética que definiria aquele período, com ombros pontiagudos e silhuetas dramáticas.

O arrojo das suas criações eram transportadas também para os desfiles muito teatrais, de onde todos costumavam sair impressionados. O talento valeu-lhe alguns prémios, como dois Dés d’Or, a mais alta distinção da alta-costura, nos anos 1990. Porém, a entrada no século XXI foi um momento de inversão no seu império e acabou por declarar falência e afastar-se do mundo da moda.

Figura incontornável da noite parisiense, Montana foi agredido, em 2008, por um ex-bailarino de uma discoteca. O agressor acusou-o de ter-lhe transmitido hepatite B, o que terá originado a luta. O ataque deixou sequelas graves e o episódio acabou por afastá-lo em defintivo da alta costura.

“Sim, sinto falta da moda… terrivelmente”, confessou em 2016, à revista “Gala”. “Agora sou um veterano. Fui esquecido”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT