Moda

O surpreendente vestido de noiva de Dânia Neto transformou-se após a cerimónia

O modelo foi criado por Pureza Mello Breyner em pouco mais de um mês. Destacou-se a capa com 27 metros de renda.
Tem assinatura de Pureza Mello Breyner.

Quando Dânia Neto abordou Pureza Mello Breyner, ainda não havia data para o casamento. A designer imaginou que a cerimónia aconteceria após o verão até que, dias depois, recebeu uma chamada a avisar que estava marcado e faltavam apenas dois meses.  Apesar do prazo apertado, as duas juntaram-se no espaço de duas semanas para discutir como seria o vestido da noiva.

O casamento da atriz de 41 anos com o cirurgião Luís Matos Cunha aconteceu no passado sábado, 13 de abril, no Palácio de São Marcos, na freguesia de São Silvestre, em Coimbra. As imagens do evento e do modelo escolhido foram partilhadas esta sexta-feira, dia 19, fazendo-se acompanhar de um vídeo que mostra todos os detalhes da criação.

“[A Dânia] sabia o que queria ter por baixo. Apaixonou-se por uma renda que viu no meu atelier, e que usámos na gola, e começámos a desenhar o resto a partir daí”, começa por explicar a designer à NiT. “A partir daí, deixou a capa ao meu critério e eu fui desenhando algo muito romântico aproveitando o mesmo pormenor rendado.”

A capa é o grande destaque do desenho.

Dânia sabia desde o início que queria que toda a peça fosse marcada pelo romantismo. Para chegar ao resultado da cauda dramática, aquilo que Pureza admitir ser o reflexo do ADN da sua marca, “foi preciso muito trabalho manual”, explica. “Foram metros e metros de renda aplicada à mão. No final, fizemos as contas, e foram usados certa de 27 metros.”

O único critério foi que, além destes motivos, incluísse a gola. “Conseguem imaginar a minha felicidade?”, escreveu a designer na sua página de Instagram, onde partilhou um pouco do making of deste modelo. 

Assim nasceu a peça com que a atriz sempre sonhou, criada no espaço de mês e meio. A cauda enorme é o elemento em destaque do modelo, notando-se uma enorme aposta nas rendas um pouco por todo o desenho, conferindo-lhe um toque mais folclórico.

A reação não podia ter sido mais eufórica. “Ela adorou e começou logo a dançar assim que experimentou a peça, porque a capa é muito leve e fluida. Gravei logo um vídeo com a reação dela.”

Além do decote na parte dianteira, destaca-se a gola subida com detalhes rendados, as mangas abalonadas semitransparentes e o corte ajustado da saia, que contrasta com a capa removível, que foi retirada após a cerimónia, transformando o desenho num modelo mais prático para a festa que se seguiu.

Carregue na galeria para ver mais imagens do modelo durante e após a cerimónia, sem a capa.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT