Moda

Objeto histórico: a rainha Isabel II usou o mesmo par de sapatos durante 50 anos

A monarca manteve-se fiel a um modelo da marca britânica Anello & Davide desde 1969. Vão ficar para a história.
É da cor preferida da rainha.

A rainha de Inglaterra, Isabel II, morreu esta quinta-feira, 8 de setembro, no Castelo de Balmoral, na Escócia. Aos 96 anos, todos passados no centro das atenções, foi tema por dezenas de motivos. Incluindo o seu guarda-roupa, que sempre gerou muito fascínio. As cores exuberantes, os chapéus clássicos e a carteira misteriosa tornaram o seu look — que manteve durante décadas — uma referência no mundo da moda. Durante o seu longo reinado, a monarca manteve-se fiel ainda a outro acessório emblemático. A britânica usou o mesmo modelo de sapatos durante 50 anos.

No meio de tanta cor, nem toda a gente reparava neles. Porém, na esmagadora maioria das imagens, a rainha tinha sempre nos pés uns sapatos pretos, estilo mocassin. As diferenças entre os pares apresentam apenas diferenças muito subtis. Além da cor, contavam com um bico quadrado, salto de exatamente cinco centímetros e um detalhe em metal na parte superior. A palmilha é produzida de forma cuidada num material muito suave, para garantir o máximo conforto.

O par favorito da rainha é fabricado pela marca Anello & Davide e custa aproximadamente 960€. O modelo é construído de forma tão detalhada que é feito à medida, de forma artesanal, pela própria insígnia. E não é se trata de um trabalho individual. Para confecionar o par, é preciso a mão de obra de quatro pessoas.

A empresa, especializada em footwear para dança, teatro e noivas, tem sede no Covent Garden, em Londres. Foi fundada em 1922 e, desde 1969, tornou-se na escolha predileta para todos os eventos formais, mas não só, de Isabel II. Existem até imagens da soberana com o mítico modelo enquanto acaricia os seus cavalos.

Os sapatos acompanhados da típica carteira da marca de luxo Launer.

De forma a evitar qualquer problema que colocasse em causa a sua mobilidade nos eventos públicos, Isabel II nunca estreava os sapatos. O truque inusitado usado pela antiga governante do Reino Unido era pedir a um membro da sua equipa para usar os pares antes de desfilar nos seus compromissos oficiais.

“Os sapatos dela têm que ser imediatamente confortáveis, então precisa que alguém os use [antes]. A rainha nunca pode dizer: ‘Estou desconfortável, não posso andar mais’”, explicou ao “Sunday Times”, em 2017, o stylist Stewart Pavin. Foi o responsável durante anos pela imagem consistente da monarca.

No livro “The Other Side of the Coin: The Queen, The Dresser and The Wardrobe”, lançado em 2019, a sua assistente pessoal Angela Kelly acabou por revelar que era ela própria que realizava esta tarefa.

Outra curiosidade é que, no momento em que chegavam ao palácio, os pares já estavam suavizados para que não causassem nenhum desconforto à figura da monarquia do imaginário coletivo mundial.

Carregue na galeria para ver imagens, das mais recentes às mais antigas, dos visuais da rainha Isabel II com os sapatos. Leia também o artigo da NiT onde lhe contamos melhor a história da rainha — e onde lhe mostramos a evolução dos seus visuais. Também lhe contámos a história do dia em que Isabel II escapou do palácio para dançar e beber com o povo. Se quiser ir prestar homenagem à monarca, saiba quanto custa a viagem. E descubra qual era o seu bolo favorito.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT