Moda

Os collants estilo anos 70 estão de volta (é preciso coragem para aderir à tendência)

As meias coloridas vão dar um toque retro aos visuais da estação fria. É hora de colocar o destaque nas pernas.
Nem todas vão estar preparadas.

Os collants só entraram realmente para o dia a dia das mulheres em 1953. Os primeiros modelos, também conhecidos por meias-calças, foram imaginados em 1938. Porém, só a invenção da lycra os tornou elásticos o suficiente para serem incorporadas nos looks. Nessa altura, eram usadas por baixo da roupa.

Já nos anos 60 do século XX, quando Mary Quant popularizou a minissaia, a peça passou a ser conjugada com estas propostas já visíveis, mas sempre em tons escuros e que davam pouco nas vistas. Entretanto, os tempos foram mudando e o complemento passou a ser figura principal no look.

Com o entusiasmo das mulheres poderem exibir as pernas, a marca francesa DIM lançou a sua coleção de collants coloridos. Apelidados “Tels Quel”, abriu espaço para aquela que foi uma das maiores tendências da década seguinte. Nos anos 70, vimos as variações mais brilhantes e ousadas, como o azul, laranja ou amarelo, a colorir os looks femininos.

Para a estação fria de 2023, a moda convida as mulheres a fugir das intemporais meias pretas. Nos próximos meses, as pernas vão andar cobertas com todo o tipo de tons, do vermelho quente ao frio do azul. O resultado é uma imagem mais retro, nos looks com vestidos curtos ou saibas subidas, por exemplo.

A proposta regressa numa altura de revivalismo, onde estilos dos anos 90 ou 2000 também começaram a invadir os escaparates das lojas. E, como é habitual, este olhar para o passado começa nas passarelas graças à reinterpretação da estética pelos grandes designers de moda.

Gigi Hadid, Camille Razat e Kendall Jenner, respetivamente.

Uma das principais responsáveis pela tendência é a marca italiana Miu Miu. Na apresentação da sua coleção de outono/inverno 2023, gerou mediatismo ao colocar as modelos a desfilar sem calças. Por baixo de cuecas subidas ou saias microscópicas, surgem então pares de meias-calças em todos os tons que pode imaginar.

No entanto, não está sozinha. Do vermelho brilhante da Jacquemus ao amarelo torrado da Gucci, as passarelas foram invadidas por meias coloridas. Atentas a este fenómeno, várias celebridades já adotaram a peça no seu guarda-roupa, encantadas pelo seu charme retro e excêntrico: Camille Razat, Kendall Jenner, Rosé e Milly Alcock são alguns exemplos.

Uma das vantagens de usar estes tons fortes é que o destaque é colocado nas pernas. E, se colocar um par de sapatos na mesma tonalidade que os collants, vai criar a ilusão de que tem pernas sem fim. Assim surge a solução para continuar a usar as bainhas subidas mesmo nos dias mais frios.

Além disso, há opções para todos os gostos. Dos néons para quem não tem medo de arriscar aos tons nude, passando pelas meias estampadas ou as clássicas opções rendadas, mas coloridas.

Se está pronta para arriscar, a NiT dá uma ajuda. Carregue na galeria para descobrir uma seleção de collants coloridos que estão a invadir as lojas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT