Moda

Os primeiros looks de Carrie Bradshaw para o regresso de “O Sexo e a Cidade”

E com eles chegou a polémica: os stylists vestiram-lhe uma peça de fast fashion e a "Vogue" chamou-lhe "um escândalo".
O trio maravilha está de volta (sem Samantha).

Pense numa série ou filme onde o guarda-roupa e o sentido de moda sejam tão fulcrais como o talento dos protagonistas ou a qualidade dos diálogos. Se lhe veio à cabeça “O Sexo e a Cidade”, acertou em cheio. A série icónica da “HBO” que marcou o final dos anos 90 e a virada do milénio continua a ser relevante passados 23 anos desde a sua estreia, em 1998.

Em junho deste ano, chegaram as notícias que tantos fãs por todo o mundo aguardavam, esperançosos. “And Just Like That…” é o spinoff que nos vai levar de volta ao universo de “O Sexo e a Cidade”, depois das seis temporadas originais que deram lugar a duas longas-metragens.

Quando a série original terminou, as personagens principais estavam ainda nos seus 30 anos. No novo formato, vamos poder vê-las já nos seus 50, na mesma Manhattan glamourosa. Sarah Jessica Parker (Carrie), Cynthia Nixon (Miranda) e Kristin Davis (Charlotte) vão voltar às suas personagens, mas Kim Catrall, a inesquecível Samantha, vai ficar de fora. Será a atriz Sara Ramírez a integrar o elenco na sua ausência.

Outra falha que não deixou de se fazer notar foi a de Patricia Field, a stylist que venceu um Emmy e cinco nomeações pelo trabalho na série “O Sexo e a Cidade”, e que recebeu também uma nomeação para os Oscars, graças ao filme de Meryl Streep e Anne Hathaway,  “O Diabo Veste Prada”.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por And Just Like That Closet (@justlikethatcloset)

Mais recentemente, foi em “Emily em Paris” que pudemos todos deliciar-nos com os looks espetaculares usados por Lily Collins — e que conquistaram louvores na imprensa internacional, ainda que a própria série da Netflix não tenha sido consensual. Na realidade, em França, foi recebida num misto de horror e ofensa. 

Aliás, foi mesmo a segunda temporada do projeto da Netflix que a manteve afastada do regresso de “O Sexo e a Cidade”, e é bem possível que a sua ausência esteja na origem da primeira grande polémica em torno de “And Just Like That…” — um dos primeiros looks que já foram revelados conta com um vestido da Forever 21, uma marca norte-americana considerada demasiado popular no país, talvez comparável a uma Bershka por cá.

A “Vogue” chamou-lhe mesmo um “escândalo”, numa altura em que as tendências de pensamento apontam para a queda em desgraça das fast fashion e da produção em massa. Mas podia ter corrido bem. Em “Emily em Paris”, Field fez sucesso exatamente pela audácia de misturar propostas de cadeias de luxo, como a Gucci ou Chanel, a peças de marcas baratas. Só que as expetativas para o regresso de Carrie Bradshaw estavam bem mais altas.

A NiT reuniu alguns dos primeiros conjuntos de Carrie para este novo formato que já pudemos conhecer. Carregue na galeria para os ver (e a algumas das peças que vai encontrar à venda para se inspirar).

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT