Moda

Sem truques: as calças de ganga de corte reto alongam a silhueta e realçam o rabo

Se prefere modelos folgados, o mais procurado de 2023 cria uma aparência descontraída e valoriza todos os tipos de corpo.
O modelo que vai querer ter no armário.

As calças de ganga já conheceram milhares de alterações. Já ganharam rasgões, mudaram de cor, as bainhas subiram e desceram, ficaram mais justas e mais largas. Pelo meio, vão-se acumulando termos para designar o modelo considerado perfeito para se ter no guarda-roupa a determinado momento. Porém, existem cotes que são tão incontornáveis que não envelhecem e o seu nome mantém-se no glossário do mundo da moda ao longo das décadas. É o caso dos straight jeans, um desenho de corte reto que, nos próximos tempos, vai ser o predileto das mulheres.

As calças com este fit fazem parte daquele grupo restrito de peças de roupa que valorizam, sem exceção, todos os tipos de corpo. Este feito deve-se ao facto de se ajustarem perfeitamente à chamada cintura natural. O cós fica muito acima nem abaixo desta linha e não é demasiado justo ao corpo. O ideal está em conseguir esse equilíbrio entre extremos, por isso, se conseguir deslizar dois dedos por dentro das calças sabe que encontrou a opção perfeita.

Quanto ao resultado final, o sucesso dos straight jeans vai muito além do seu aspeto descontraído e confortável. Ao experimentar qualquer par de calças, a prioridade passa sempre pela forma como vão valorizar a figura feminina. Este modelo realça a silhueta e alonga as pernas — quer opte por um corte cropped ou por uma bainha mais descida — e ajuda a favorecer o rabo sem ter de aumentar o número de agachamentos diário.

Um exemplo incontornável, que se mantém no topo das preferências das fãs de jeans, são as 501 da Levi’s. Criado há 150 anos, o design da marca norte-americana resiste estoicamente à mudança, sem perder o élan. E continua a ser usado por ambos os sexos devido à sua essência cool. O design de corte reto é um  um exemplo perfeito de longevidade, mesmo que os valores apresentados pela etiqueta — fundada por Levi Strauss, considerado o inventor das calças de ganga — possam pesar na carteira.

Nos anos 60, Marilyn Monroe rendeu-se às propostas retas da insígnia e, por ser um ícone de estilo, inspirou multidões a fazerem o mesmo. Mais tarde, nos anos 90, alguns dos looks mais emblemáticos da princesa Diana eram criados em torno de jeans, sobretudo os modelos que apresentavam esta modelagem. Não pode ser considerada uma tendência, já que resiste à passagem do tempo, mas há períodos em que assiste a uma escalada na sua popularidade. E, em 2023, vamos assistir a um desses picos.

Felizmente, não faltam modelos de calças de ganga no mercado com este corte, de várias marcas e com preços à medida de todos os orçamentos. Carregue na galeria para conhecer a seleção da NiT com propostas com tons e pormenores diferentes, mas todas com o mesmo efeito lisonjeiro.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT