Moda

Tops com golas de bebé: a tendência mais imprevisível de 2020 já está em todo o lado

A estética que começou a ganhar expressão no início do século XX está de volta, mais forte do que nunca.
Emili Sindlev.

As golas de bebé, mais conhecidas na indústria da moda por babydoll, têm uma história com mais de um século que sempre se enraizou nas políticas de género. Desde o seu aparecimento, na virada do século XX, surgiram como um sinónimo da emancipação feminina.

Durante os anos 40, a designer norte-americana de lingerie Sylvia Pedlar, da marca Iris Lingerie, passou a desenhar vestidos de dormir mais curtos para responder à escassez de tecidos nos tempos de guerra. Foi aí que o estilo babydoll entrou de forma mais massificada na linguagem popular.

bebé
“Babydoll”.

Mais tarde, em 1956, Tenessee Williams realizou o filme “Babydoll”, com uma musa de 19 anos que usava este estilo de golas oversized para simbolizar a liberdade sexual das mulheres e não tardou muito até que casas de moda, como a Balenciaga, adotassem as golas de bebé para construir coleções de roupa para usar no dia a dia (em oposição às camisas de noite) de forma arrojada e até avant-garde.

Hoje, as golas de bebé em camisas, tops, blusas e vestidos são um lugar comum no mundo da moda, uma daquelas microtendâncias cíclicas que voltam de tempos em tempos às preferências das it girls.

Quando Emili Sindlev, uma das maiores influencers de todo o mundo, adere a uma tendência, já sabemos que não falta muito para que as restantes experts da indústria sigam as suas pisadas. A primeira aparição mais evidente dos tops com gola de bebé foi na sua conta de Instagram no início deste mês, mas o estilo multiplicou-se rapidamente pelas fast fashion e é impossível que passe despercebido aos olhares mais atentos.

A seguir, carregue na galeria para conhecer alguns tops com golas de bebé que vai querer juntar ao carrinho de compras esta estação.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT