Moda

Transformar o vestido na red carpet é o que está a dar: agora foi Sharon Stone em Cannes

Com uma longa história como supermodelo, a atriz provou que a idade não é um impedimento para brilhar na red carpet.
Os fotógrafos acompanharam a metamorfose da artista.

O vestido camaleónico de Blake Lively na red carpet da Met Gala continua a ser comentado por muita gente e, pelos vistos, a ditar a forma como se encara o desfile. Aos 64 anos, Sharon Stone também produziu o seu próprio espetáculo na passadeira vermelha da 75.ª edição do Festival de Cinema de Cannes. A passagem das estrelas pela passadeira vermelha de qualquer evento das indústrias criativas torna-se num verdadeiro desfile de moda e a atriz não quis deixar o seus créditos em mãos alheias. Sharon aproveitou o momento para uma performance camaleónica recorrendo a uma criação que se transformou.

A peça que usou para a exibição do filme “Forever Young” é da autoria da Dolce & Gabbana, um vestido justo com uma saia anexada. Tratou-se de um visual bastante jovem, em tons de azul e branco, com a saia a destacar-se pelo estampado de mandalas, a representação geométrica tão presente no hinduísmo e budismo.

Enquanto desfilava a solo para os fotógrafos, a atriz mostrou o seu gosto pelo drama. Desfez-se da saia e, com a ajuda dos modelos Adam Senn e Sam Webb, a cauda tornou as costas visíveis e realçou o design do vestido coluna com uma abertura. A peça sobressaiu pelos cristais Swarovski azuis e brancos bordados, que combinavam na perfeição com a cauda inicial.

A estrela de longa-metragens como “Casino” ou “Instinto Fatal” conjugou o coordenado com saltos altos azuis e brincos com efeito de lágrima na mesma cor. Manteve o mesmo esquema cromático do início da sua performance até ao look final, que lhe destacava as curvas de forma classy e elegante.

Depois do vestido camaleónico de Blake Lively na recente Met Gala, que passou dos tons cobre para uma enorme cauda azul, representando a oxidação da Estátua da Liberdade, foi a vez de Stone seguir a tendência. A moda começou em 2019, também na Met Gala, quando Lady Gaga apresentou quatro looks na mesma noite naquela que foi uma performance coreografada do primeiro ao último minuto.

Recorde- se que com apenas 19 anos Sharon Stone assinou um contrato como modelo fotográfica e de passarela. Trabalhou no Canadá, nos Estados Unidos e um pouco por toda a Europa. Acabou por abandonar a carreira quando descobriu a paixão pela representação passou a focar-se na carreira de atriz. No entanto, várias décadas depois, continua a mostrar-se capaz de criar verdadeiros momentos de moda.

A entrada de Stone na passadeira vermelha em Cannes.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT