Moda

Este workshop vai ensinar a tingir tecidos com plantas colhidas em Monsanto

Vai ser acompanhado por uma caminhada e piquenique onde poderá fazer tapeçarias de parede originais para pendurar em casa.
A Distinto também tingiu estes chapéus.

O dia começa com uma caminhada pelo parque de Monsanto para falar sobre as plantas usadas no eco-printing e no tingimento natural, mas também sobre as formas sustentáveis como as podemos colher. A 3 de julho, um sábado, Tamara e Annette, duas especialistas na matéria, vão dar um workshop para aprender a colorir tecidos de forma ecológica.

Durante a caminhada, as duas vão partilhar os seus conhecimentos sobre o mundo vegetal em geral. Tamara, de 31 anos, fará uma sessão sobre o tingimento natural mostrando as técnicas de shibori, que permitem criar um padrão “super giro”, conta à NiT, para uma tapeçaria de parede. Já Annette, de 25 anos, dará seguimento com uma sessão dedicada à impressão vegetal para testar várias técnicas no mesmo tecido.

“Enquanto esperamos que a magia opere, teremos à disposição alguns snacks e bebidas para descontrair”, explicam as amigas, que vão terminar a caminhada com um piquenique. Este workshop interativo vai dar todo o conhecimento necessário para identificar as plantas que podem ser colhidas e usadas para o tingimento de tecidos na zona de Lisboa e fazê-lo sozinho com “toda a confiança”.

Vai acontecer entre as 13 e as 18 horas e as inscrições podem ser feitas através das contas de Instagram e páginas oficiais da Distinto (o projeto sustentável de Tamara) ou da Tintorium Studios (da especialista em natural dying, Annette). Tem o custo de 80€ e inclui comida e bebidas.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Crafts & Textile Arts Studio (@distinto_studio)

Annette é natural da Costa Rica e mudou-se para o nosso País há dois anos para estar mais próxima da sua família de origens portuguesas. Tamara é francesa e veio para Lisboa em 2018 com o marido português para “mudar de vida”.Foi por cá que criou a Distinto para ensinar a tingir tecidos de forma sustentável, com desperdícios de comida, e organizar workshops com os mesmos valores ecológicos.

Com esta iniciativa, diz que quer “dar a conhecer as plantas à nossa volta e a floresta de Monsanto. Passar um dia de verão na natureza sem sair da cidade e fabricar com as nossas mãos uma recordação no tecido.”

Em maio deste ano, Tamara Bigot lançou com Liz Ibbet uma coleção de bucket hats, chapéus e bolsas feitos pela segunda e tingidos pela primeira. É com cascas de cebola, cascas e caroços de abacate, ferro, para os tons mais escuros, e outros desperdícios de alimentos naturais que a francesa consegue dar cor às propostas.

Os produtos são 100 por cento plastic free e são entregues aos clientes num embrulho que é, na realidade, uma bolsa tie-dye única, confecionada com tecidos vintage. Todas as propostas estão à venda na loja online oficial da Distinto, com preços que variam entre os 75€, no caso das bolsas, e os 45€, no caso dos barretes. Por lá, também vai encontrar almofadas e tapeçarias de parede criadas e tingidas à mão por Tamara Bigot.

A seguir, carregue na galeria para conhecer algumas propostas da colaboração entre a Mosassi e a Distinto.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT