Moda

WOW vai receber um museu dedicado à indústria da moda em Portugal

A abertura está agendada para 28 de novembro e será acompanhada por um novo restaurante: o Mira Mira.
Está agendado para 28 de novembro.

Depois da abertura do World of Wine a 31 de julho deste ano, Vila Nova de Gaia ganhou todo um novo quarteirão turístico que se inspira no vinho, na gastronomia e na cultura do nosso País. Em outubro, o WOW transformou-se também num dos palcos do maior evento de moda da cidade do Porto: foi por lá que a dupla Marques’Almeida apresentou a sua nova coleção no passado sábado, 17, no último dia da 47.ª edição do Portugal Fashion.

Agora, este espaço vai receber um projeto permanente dedicado à moda, com a abertura do seu sexto museu, que está agendada para 28 de novembro. Vai chamar-se Porto Fashion & Fabric Museum e localizar-se num edifício contíguo à praça principal do WOW, numa casa histórica do século XVIII que inclui uma capela do arquiteto Nicolau Nasoni, cujos frescos foram restaurados. Foi este artista que também desenhou a igreja e a Torre dos Clérigos.

O novo museu dedicado totalmente à moda e aos têxteis contará com duas partes distintas. A primeira dedica-se à indústria têxtil em Portugal e salienta a importância deste setor no desenvolvimento da zona norte do País e na economia nacional. Por lá, os visitantes poderão conhecer todos os passos da criação de têxteis, desde o processamento da matéria-prima até aos acabamentos finais.

Já a segunda parte pretende ser um palco para a moda portuguesa, para o calçado nacional e para a tão tradicional arte da filigrana, criando uma espécie de montra onde será exibida a identidade deste setor no nosso País desde os anos 80 até à atualidade.

“Se o vinho é o fio condutor, a verdade é que os pilares do WOW assentam no que de melhor se faz no País. Este sexto museu é mais uma mostra detalhada de um setor onde somos fortes e onde fazemos bem feito. Portugal exporta têxteis para todo o mundo e é amplamente reconhecido pela qualidade da mão-de-obra, das matérias-primas e dos produtos finais”, explicou Adrian Bridge, de 57 anos, diretor-geral do projeto, sobre o seu conceito, acrescentando: “Queremos sublinhar o talento português, reconhecendo os criadores já conceituados e dando espaço aos novos talentos”.

No mesmo edifício do Museu da Moda e dos Têxteis, vai também funcionar um novo restaurante, o Mira Mira, cuja inauguração já tinha sido prometida para o mesmo dia — apesar das previsões iniciais apontarem para outubro. A esplanada vai ser um autêntico miradouro sobre Gaia e a Ribeira do Porto e o menu vai contar com pratos saudáveis, saborosos e nutritivos, “com especial atenção ao equilíbrio nutricional”, como destacam os responsáveis.

Estas duas novidades vêm juntar-se à oferta atual do WOW, na qual já se inserem cinco museus, cinco lojas, cinco restaurantes, dois cafés e um bar de vinhos — leia o roteiro da NiT para conhecer a fundo este projeto.

A entrada no recinto é gratuita, sendo apenas necessário apresentar bilhetes para os museus à entrada, cujos preços variam entre os 14€ e os 17€ para adultos e entre 7€ e 7,5€ para as crianças. Há ainda bilhetes para duas ou três experiências que custam respetivamente 23€ e 30€. E ainda preços promocionais para famílias, entre os 34€ e os 39€.

A seguir, carregue na galeria para ver também algumas imagens do desfile de Marques’Almeida no Portugal Fashion, com uma espetacular vista para a cidade.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT