Moda

Pára tudo. Chegou a versão girly e super fofa de uma das T-shirts mais vendidas do mundo

Atualmente, são um fenómeno omnipresente na cultura da moda. Mas a sua origem tem muito pouco de popular e mais de punk e rock.
Uma oportunidade a não perder.

Considerada uma das bandas mais influentes na história do punk rock, os Ramones tiveram um grande impacto na música contemporânea. O grupo composto por Joey Ramone (vocalista), Johnny Ramone (guitarra), Dee Dee Ramone (baixo) e Tommy Ramone (bateria) nasceu em Nova Iorque, em 1974. Tornaram-se conhecidos pelas canções rápidas, simples e energéticas, como “Blitzkrieg Bop”, “I Wanna Be Sedated” e “Rockaway Beach”, e conquistaram fãs em todo o mundo. 

 Ao longo dos anos — separam-se definitivamente em 1996, já sem Tommy (deixou o grupo logo em 1978), nem Dee Dee (saiu em 1989) —, produziram 14 álbuns de estúdio e 71 singles, mas nunca alcançaram o top 40 nos Estados Unidos. São lembrados como uma das bandas mais influentes e emblemáticas de sempre, porém, nunca tiveram grande sucesso comercial. Contas feitas, os Ramones andaram na estrada mais de duas décadas de forma ininterrupta, no entanto, a principal fonte de rendimento do grupo sempre foi — e continua a ser — o merchandising. 

Sim, falamos da famosa T-shirt criada em 1976 pelo talentoso diretor de iluminação e coordenador de arte do grupo, Arturo Vega. A decisão de adaptar o selo presidencial dos EUA como logótipo daquela que era descrita como “banda punk por excelência da América” acabou por se revelar um lucrativo golpe de génio.

Da águia do brasão original ficaram apenas as asas, o ramo de oliveira foi transformado num ramo de maçã, as flechas foram substituídas por um taco de beisebol, e as letras dentro do selo foram mudando consoante a formação da banda mudou. O design tornou-se mundialmente conhecido e omnipresente, embora a sua ligação com a música da banda seja cada vez mais frágil.

As T-shirts estampadas com o famoso círculo continuam a bater recordes de vendas — todos os anos voltam aos cabides das lojas, tanto de marcas premium como de fast fashion (graças aos licenciamentos da Ramones Productions Inc. que controla os direitos sobre a propriedade intelectual do grupo e que tem motivado várias disputas legais entre os herdeiros). 

Contudo, muitos dos que saem à rua com o icónico logótipo ao peito nem sequer conseguem identificar uma música dos Ramones. Os analistas do fenómeno consideram que “já ganhou uma vida própria” — o que não é necessariamente mau. Significa que o design é tão bom que se tornou num marco da cultura pop com uma identidade tão vincada que resiste à apropriação seja de que tipo for, conferindo-lhe novos significados.

Tanto pode ser usado pelos verdadeiros fãs da banda, como por quem aprecia o logótipo como obra de arte, ou então de forma irónica e subversiva. É o exemplo da versão que descobrimos na KIABI, num tom pastel e super girly que contrasta com a estética crua e obscura do punk.

Ramones
A reinterpretação de um clássico.

A versão da retalhista low cost francesa, embora simples e discreta, não deixa de ser uma homenagem à banda — se não a conhece, está na altura de ir ouvir “Hey Ho Let’s Go”. 

Trata-se de uma camisola oversized branca, com o logótipo em tons de lilás muito discretos. É perfeita para os festivais de verão, dando um toque divertido e muito feminino aos looks. Pode ser combinada com umas jeans largas, com uma saia midi fluida ou com uns calções de ganga rasgado — sem esquecer o famoso biker de cabedal preto por cima, uma das imagens de marca dos próprios Ramones.

Se quiser optar por um visual verdadeiramente punk, basta usar o cabelo espetado e colorido, calçar umas combat boots e abusar dos acessórios pontiagudos — e claro, usar o outfit como um grito de revolta, de quem não se sente representado pelos valores vigentes. 

A T-shirt dos Ramones custa 12€ no site da Kiabi. Está disponível entre os tamanhos XXS e M.

Carregue na galeria para conhecer alguns visuais que se destacaram no primeiro dia do festival Primavera Sound Porto 2024.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT