Cinema

9 momentos a não perder na edição deste ano do LEFFEST

Até ao próximo dia 25 de novembro há sessões de cinema, concertos e conversa para descobrir.
Há clássicos de Paul Thomas Anderson.

Em ano de pandemia, o LEFFEST — Lisbon & Sintra Film Festival viu-se a caminho da sua 14.ª edição com um desafio bem difícil pela frente. E a verdade é que conseguiu preparar um programa à altura das edições anteriores.

O clássico de Stanley Kubrick “2001: Odisseia no Espaço”, com as suas raízes no imaginário da ficção científica, serviu de mote para a edição deste ano, que vai destacar ainda os cineastas Paul Thomas Anderson (“Haverá Sangue”) e Wong Kar-Wai (“Disponível Para Amar”), com filmes seus a serem exibidos em cópias restauradas em tecnologia 4K.

Além de um total de dez filmes que vão estar em competição, há outras dez produções em estreia fora de competição, incluindo os vencedores das últimas edições dos prestigiados festivais de Veneza, San Sebastián e Berlim. Há autores convidados, palestras e concertos. Este ano, as sessões dividem-se entre o Centro Olga Cadaval, em Sintra, e o cinema Nimas e o Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa. 

O LEFFEST começa esta sexta-feira, 13 de novembro, e prolonga-se até ao próximo dia 25. Os bilhetes já estão à venda. O programa é muito completo, com propostas de manhã até ao final do dia, para não fugir às regras de segurança em vigor. Há mesmo muito para descobrir mas, como o tempo pode não dar para tudo, a NiT espreitou o programa e deixa-lhe algumas sugestões imperdíveis da edição deste ano.

O que ver: “2001: Odisseia no Espaço”

É uma daquelas obras obrigatórias, hoje e sempre, mas ainda mais num tempo de incerteza. Foi, aliás, essa a razão da escolha da organização. O filme de 1968 dá-nos a conhecer H.A.L. 9000, um supercomputador numa viagem espacial da humanidade à procura das suas origens. Kubrick combina a sua mestria e precisão atrás das câmaras com um olhar provocador sobre a humanidade.

Quando e onde: 13 de novembro, às 18h30 no Cinema Nimas, e às 19h30 no Centro Cultural Olga Cadaval

O que ver: Salvador Sobral apresenta Noche de Ronda

A voz de Salvador Sobral viaja facilmente entre línguas, com a  liberdade do jazz como referência. Vamos poder vê-lo em concerto numa sessão especial, num tributo ao México que inclui obras escolhidas pelo cantor.

Quando e onde: 19 de novembro, às 18h, no Teatro Tivoli BBVA

eurovisão
Há Noche de Ronda com Salvador Sobral.

O que ver: “Anjos Caídos”

Wong-Kar Wai é um dos cineastas a merecer destaque este ano e ao todo são cinco os seus filmes que vamos poder ver, incluindo a proeza que é “Disponível Para Amar”. Aproveitamos para sugerir “Anjos Caídos”, obra menos conhecida mas uma viagem excêntrica entre histórias e personagens que nos dão a conhecer uma Hong Kong, carregada de néons.

Quando e onde: 20 de novembro, 10h, no Teatro Tivoli BBVA

O que ver: “Nomadland”

Entre os filmes de competição, temos os vencedores deste ano dos festivais de Berlim, San Sebastián e Veneza. Este último premiou com o Leão de Ouro “Nomadland”, que nos dá a conhecer Fern, mulher que virou nómada após perder tudo na Grande Depressão. A realizadora Chloé Zhao e protagonista Frances McDormand surgem em vídeo a apresentar o filme.

Quando e onde: 24 de novembro, 19h, no Teatro Tivoli BBVA

O que ver: “The Human Voice”

Uma mulher, uma mala e um cão. E toda uma espera tensa. “The Human Voice” é a obra deste ano de Pedro Almodóvar, uma média-metragem (30 minutos) do cineasta espanhol que há muito que merece a atenção do público português. As duas sessões do filme, fora de competição, vão incluir a projeção de uma entrevista com o realizador e a protagonista Tilda Swinton.

Quando e onde: 20 de novembro, às 19h, no Centro Cultural Olga Cadaval e 23 de novembro, às 19h30, no Teatro Tivoli BBVA

“The Human Voice”, de Pedro Almodóvar.

O que ver: “Falling”

Estamos habituados a vê-lo no ecrã, mas desta vez Viggo Mortensen surge atrás das câmaras. “Falling” é a sua estreia na realização e tem merecido múltiplos elogios com a sua história a centrar-se numa família contemporânea. A sessão vai incluir conversa com o ator e realizador que vai estar por Portugal, uma bem-vinda confirmação de última hora.

Quando e onde: 20 de novembro, às 19h30, no Teatro Tivoli BBVA

O que ver: Piotr Anderszewski

O pianista e compositor polaco é um dos nomes mais destacados da sua geração e vai apresentar-se ao vivo, após uma conversa dedicada à música no mundo pós-pandemia. Múltiplas vezes premiado, é uma oportunidade única para o ver ao vivo.

Quando e onde: 17 de novembro, às 16h30, no Teatro Tivoli BBVA

O que ver: “Sportin’ Life”

É uma ótima oportunidade para reencontrar Abel Ferrara. E é um reencontro especial. Este “Sportin’ Life” mostra-nos o veterano cineasta a mostrar-se a ele próprio e a refletir na sua arte (com a companhia do seu predileto Willem Dafoe). É um dos filmes em competição e vai contar com apresentação em vídeo do próprio Abel Ferrara.

Quando e onde: 18 de novembro, às 14h, no Centro Cultural Olga Cadaval, e 20 de novembro, às 18h, no Cinema Nimas.

O que ver: “Haverá Sangue”

Paul Thomas Anderson é o outro realizador em destaque este ano. De “Magnólia” a “Boogie Nights”, há muito para rever ou descobrir. Destacamos, no entanto, esse papel que ficará para a história de Daniel Day-Lewis, no papel de um implacável magnata do petróleo.

Quando e onde: 24 de novembro, 5h15, Teatro Tivoli BBVA

Há retrospetiva de Paul Thomas Anderson.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT