Cinema

James Franco aborda escândalos sexuais e fim da amizade com Seth Rogen

O ator foi acusado por várias mulheres de comportamentos inapropriados e abuso de poder em 2018.
O ator tem 43 anos.

Em janeiro de 2018  James Franco esteve presente na cerimónia dos Globos de Ouro com um pin alusivo ao movimento Time’s Up, que defende as vítimas de abuso sexual. Logo a seguir, cinco mulheres acusaram o ator de comportamentos sexuais inapropriados e abuso de poder, apontando a hipocrisia de Franco.

Os casos com alguns anos estavam relacionados com as aulas de representação que o ator dava — dois deles tornaram-se processos judiciais, que foram concluídos com acordos em junho deste ano. Durante todo este tempo, James Franco não abordou publicamente o assunto — e quase não participou em filmes ou séries desde então.

Agora, quase quatro anos depois, o ator abordou os temas em entrevista ao podcast de Jess Cagle. “Em 2018, surgiram algumas queixas contra mim e um artigo sobre isso. Naquele momento considerei que devia estar quieto. Não me parecia que fosse a altura certa para dizer o que quer que fosse. Havia pessoas que estavam chateadas comigo”, disse durante a conversa.

James Franco admitiu ter relações sexuais com estudantes, e, embora diga que isso seja eticamente reprovável, sublinhou que foram sempre consensuais. Apesar disso, reconheceu que não estava consciente de que as dinâmicas de poder podiam influenciar as relações que teve. E admitiu não se preocupar muito com sentimentos nestas relações fugazes que teve enquanto estava solteiro.

“Ao longo do tempo em que dei aulas, dormi com alunas e isso foi errado. Mas não foi por isso que comecei a escola e não fui a pessoa que selecionou quem fazia parte da turmas. Portanto, não houve um plano premeditado da minha parte. Sim, houve casos em que estive em relacionamentos consensuais com estudantes e não deveria ter estado”, acrescentou.

Outro dos assuntos abordados foi o seu distanciamento de Seth Rogen. Em maio deste ano, o ator contou em entrevista que, depois destas acusações, se afastou de James Franco e que não havia planos para voltarem a trabalhar juntos.

“Só quero dizer que adoro o Seth Rogen. Adoro o Seth Rogen. Trabalhei com ele durante 20 anos e nunca nos zangámos. Durante duas décadas, nem uma discussão. Era o meu amigo do trabalho mais próximo. Simplesmente encaixávamos. O que ele disse é verdade: não estamos a trabalhar juntos e não temos planos para isso”, contou Franco na entrevista.

E acrescentou ainda: “Foi doloroso no contexto, mas percebo, ele teve que responder por mim porque eu estava em silêncio. Ele teve que falar por mim e não quero isso. Uma das principais razões para querer falar hoje é que não quero que o Seth ou o meu irmão [Dave Franco] ou qualquer outra pessoa tenham de voltar a falar por mim”.

James Franco abordou ainda a forma como este assunto afetou a sua relação, falou sobre o seu alcoolismo e o seu vício em sexo, entre outros assuntos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT