Cinema

A comédia do ano com Glen Powell chega esta quinta-feira ao cinema

“Assassino Profissional” é baseado numa história verídica que o realizador Richard Linklater leu há mais de 20 anos.
Glen Powell interpreta o professor Gary Johnson.

Esta quinta-feira, 30 de maio, estreia em Portugal o mais recente filme protagonizado por Glen Powell, o ator que no início do ano co-protagonizou a comédia romântica que foi um sucesso nos cinemas portugueses, “Todos Menos Tu”. De regresso ao humor, mas neste caso num formato de ação, “Assassino Profissional” (“Hit Man”, em inglês) é um filme baseado numa insólita histórica verídica na qual um falso assassino, ao serviço da polícia, procura capturar quem o tenta contratar para matar os inimigos.

O protagonista é Gary Johnson, um professor de filosofia disfarçado que cria diferentes personas para cada trabalho. “Só que um dia, Gary sente-se atraído por uma jovem que o contacta para que acabe com a vida do marido, com quem tem uma relação abusiva. Quando Madison, interpretada pela atriz porto-riquenha Adria Arjona (“Esquadrão 6”, “O Pai da Noiva”), se apaixona por uma das identidades de Gary — o misterioso e sensual Ron—, o caso leva a uma reação em cadeia de encenações, enganos e riscos crescentes”, lê-se na sinopse.

Por trás desta envolvente experiência cinematográfica está Richard Linklater, o realizador de “Boyhood – Momentos de uma Vida”, que venceu o Óscar de Melhor Filme, em 2015, e da aclamada trilogia: “Antes do Anoitecer”, “Antes do Amanhecer” e “Antes da Meia-Noite”.

“O filme é vagamente baseado num artigo sobre um crime verdadeiro que li há quase vinte anos no ‘Texas Monthly’. O filme tenta atingir vários objetivos — comédia, noir, thriller, estudo psicológico — enquanto examina, acima de tudo, o conceito de identidade e de como as nossas personalidades podem ou não ser fixas”, acrescentou o cineasta norte-americano.

Na verdade, ao longo da produção, o próprio Richard Linklater foi surpreendido. Produzido de forma independente, o tempo foi um desafio nas gravações e uma das decisões para agilizar o processo foi de que Glen iria surgir no set já completamente caracterizado para as diferentes figuras que o personagem Gary desenvolveu.

“A minha parte preferida foi um dia em que estava no estúdio a fazer de Tanner, o redneck sem os dentes de trás, uma personagem tão divertida”, recordou Powell à revista “IndieWire”. “Estava a falar com o Richard e ele interrompeu a conversa e disse: ‘Onde está o Glen?’. E eu disse: ‘Sou o Glen! Eu sou o Glen, vamos lá fazer isto’. Eu não saía da personagem. Não sou um tipo do Método, mas naqueles dias saía da carrinha e ficava na personagem daquele momento até acabarmos a cena”.

O 24.º filme de Linklater que partilhou a escrita com o protagonista, estreou no Festival de Cinema de Veneza em 2023, onde foi amplamente aclamado pela crítica.

A comédia de ação já conta com 96 por cento de aprovação no site de referência das críticas, Rotten Tomatoes, onde se lê: “Estamos perante um thriller enganosamente sombrio também repleto de humor e que se mostra uma excelente montra para expor os talentos de Glen Powell enquanto estrela de cinema”.

Depois de vários anos a interpretar papéis secundários, o ator de 35 anos parece estar num percurso imparável em Hollywood. No seu papel de Jake “Hangman” Seresin em “Top Gun: Maverick”, Powell demonstrou a sua forte presença no ecrã. E apesar de nesta produção todos acabarem por não receber o mérito que mereciam — isso é difícil acontecer quando se partilha o ecrã com Tom Cruise —, a verdade é que o filme lhe valeu uma enorme notoriedade.

O grande sucesso da sua carreira até ao momento aconteceu em “Todos Menos Tu” — que só em Portugal fez mais de dois milhões e 50 mil euros em bilheteira. Agora, perante a expectativa que as críticas estão a lançar sobre “Assassino Profissional”, iremos ver muito mais vezes Powel nas maiores produções de cinema.

Isto se os pais do ator o permitirem. Na estreia do filme no Texas, que aconteceu na quarta-feira, 15 de maio, a dupla surgiu na passadeira vermelha com alguns cartazes curiosos. “Parem de tentar fazer com que Glen Powell aconteça”, lia-se no cartaz que a mãe do ator segurava. O pai acrescentava, noutro cartaz: “Nunca vai acontecer”.

O ator revelou depois à “Entertainment Weekly” que a família é conhecida por gozar com ele, mas que o apoiam bastante. Aliás, neste momento, os pais já nem se preocupam tanto com os papéis que ele consegue, mas sim que figurante vão interpretar no seu próximo filme. Cindy e Glenn Powell Sr. já são “pequenas estrelas de Hollywood”, após vários cameos nas produções que o filho protagoniza.

O ator e os pais na estreia em Austin, no Texas.

Áudio deste artigo

Este artigo foi escrito em parceria com a NOS Audiovisuais.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT