Cinema

Ator Mikhail Baryshnikov escreve carta a Putin: “Sabes de quem é a bala mais precisa”

O antigo bailarino publicou a missiva como protesto ao bloqueio do site "True Russian", criado para ajudar refugiados ucranianos.
Tem 74 anos. Foto: Fábio Seixo

O famoso bailarino e ator Mikhail Baryshnikov, também co-fundador do site “True Russian”, escreveu uma carta aberta ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, após o regulador russo bloquear o acesso à palaforma, criada para ajudar refugiados ucranianos.

Em forma de protesto — o artista que se tornou ainda mais conhecido após ter interpretado Aleksandr Petrovsky, um dos interesses românticos da protagonista Carrie na série “O Sexo e a Cidade” — decidiu não ficar em silêncio. “Pessoas como nós trazem mais honra ao mundo russo do que todas aqueles imprecisos guiados pelas balas. O teu mundo russo ‒ o mundo do medo, o mundo em que se queimam livros ucranianos ‒ não vai continuar enquanto houver pessoas como nós”, escreve na carta aberta.

O também coreógrafo de 74 anos nasceu numa família russa na Letónia, quando o país ainda fazia parte da antiga União Soviética, e recorda quando, aos 26 anos, abandonou todas as funções que os membros da União Soviética tentaram impor-lhe. “Em 50 anos, vivi com um homem livre num mundo livre — sem regras impostas pelos outros, e sem medo”, acrescenta.

“Nós sabemos como manter os valores do verdadeiro mundo russo. E o teu vai morrer dos seus próprios horrores, a não ser que acorde”, escreve a Vladimir Putin, presidente da Rússia, acrescentando que “o nosso mundo vai viver, apesar das tuas restrições”.

O ator, que enfatizou que ainda é considerado russo, termina a nota com as seguintes palavras: “Sabes aquilo que temes. Sabes de quem é a bala mais precisa.”

O conteúdo da carta foi publicado pela Rádio Swoboda, após o bloqueio do site “True Russian”, a pedido do gabinete do procurador-geral da Rússia. A instituição de caridade sem fins lucrativos foi lançada em fevereiro — juntamente com o escritor de ficção policial Boris Akunin e o proeminente economista Sergei Guriyev — para angariar fundos e ajudar os refugiados ucranianos. Até ao momento, já angariou mais de um milhão de euros.  

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT