Cinema

Autoridades reduzem sentença de Alec Baldwin por homicídio involuntário

Em 2021, o ator foi acusado da morte de uma diretora de fotografia durante as gravações do filme “Rust”.
O ator tem 65 anos.

Esta segunda-feira, 20 de fevereiro, caiu uma das acusações contra o ator Alec Baldwin e a armeira Hannah Gutierrez-Reed. De acordo com os procuradores do Novo México, nos Estados Unidos, a morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins, durante as gravações do filme “Rust”, não envolveu o uso de uma arma de fogo.

Desta forma, a sentença obrigatória de cinco anos contra o ator foi reduzida para 18 meses, com uma multa até cinco mil dólares. O processo vai avançar e os dois acusados devem ir a julgamento ainda este ano. A primeira audiência acontece na sexta-feira, 24 de fevereiro.

“Com a finalidade de evitar mais distrações litigiosas por parte do senhor Baldwin e dos seus advogados, a procuradora distrital e o procurador especial retiraram [a acusação]”, disse a porta-voz Heather Brewer, citada pelo “Sapo”. “A prioridade da procuradora distrital é garantir justiça, não garantir horas cobradas para os advogados de cidades grandes.”

O incidente aconteceu em outubro de 2021. Baldwin matou acidentalmente Hutchins, de 42 anos, e feriu Joel Souza, realizador do filme que estava a gravar. Durante um ensaio, o ator disparou uma arma de adereço que, ao contrário do esperado, estava carregada. Apesar de ter sido transportada para o hospital de helicóptero a vítima não resistiu aos ferimentos.

Leia o artigo sobre a história de Halyna Hutchins e conheça a história do técnico de “Rust” que está em risco de perder o braço por causa de um incidente não relacionado — o ataque de uma aranha venenosa.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT