Cinema

Brian Cox recusou a “A Guerra dos Tronos” porque “o salário não era assim tão bom”

A estrela de "Succession" também falou sobre possíveis participações em "Harry f-cking Potter" e "O Pirata das Caraíbas."
O ator não se arrepende.

Ao que parece, Brian Cox quase governou os Sete Reinos e o império Waystar Royco. O ator escreveu um livro de memórias, que chega às bancas a 18 de janeiro, “Putting the Rabbit in the Hat” onde revelou que recusou um papel no Game of Thrones porque “o salário não era assim tão bom”.

Cox explicou à revista “GQ” o seu raciocínio para recusar a famosa série da HBO, num tom que sugere que não se arrepende da decisão. “Perguntam-me frequentemente se me foi oferecido um papel em “A Guerra dos Tronos” e a resposta é sim. Seria um rei chamado Robert Baratheon, que aparentemente morreu quando foi atacado por um javali na primeira temporada”, escreveu Cox. “Sei muito pouco sobre a série, por isso não vos posso dizer se  era ou não uma personagem importante e não o vou pesquisar no Google porque recusei o papel”.

E continua: “Porquê? Bem, “A Guerra dos Tronos” foi um enorme sucesso e todos os envolvidos ganharam uma fortuna, é claro. Mas quando originalmente me foi oferecido o papel, o salário não era assim tão bom. Além disso, ia ser morto bastante cedo, por isso não teria tido nenhum dos benefícios dos efeitos a longo prazo de uma série bem sucedida em que os salários sobem a cada nova temporada. Por isso, recusei, e o Mark Addy foi atacado pelo javali em vez de ter sido eu. (Menti. Realmente pesquisei no Google)”.

Cox também aborda a especulação sobre o porquê de nunca ter participado na saga “Harry Potter.” Apesar do que se possa pensar, o ator não recusou o papel. “Harry f—ing Potter”, escreveu. “Penso que o papel que poderia ter desempenhado seria o que Brendan Gleeson interpretou, oMad-Eye Moody, mas ele estava mais na moda do que eu. E isso é muito importante no mundo cinematográfico, por isso, ele conseguiu o papel e eu não. Além disso, Gleeson fê-lo muito melhor do que eu o teria feito.”

Mas as revelações não param por aqui. Aparentemente determinado a partilhar o máximo de informações confidenciais possíveis, Cox acrescenta que também recusou o papel do Governador Swann em “O Piratas das Caraíbas”. O ator revela: “Poderia ter ganho um bom dinheiro. Mas teria acabado por fazer filmes atrás de filmes da saga e perderia todas as outras oportunidades que tive.”

Brian Cox refere ainda que Johnny Depp é “muito exagerado” e “muito sobrestimado.” Cox escreve, sobre o papel em “Edward Mãos de Tesoura”: “Sejamos realistas, se tivermos as mãos assim e aquela maquilhagem pálida, não temos de fazer nada. E ele não fez. Mas as pessoas adoram-no. Amavam-no mesmo. Hoje em dia não o amam tanto, é claro. Se Johnny Depp fosse agora atrás do papel de Jack Sparrow, davam-no a Brendan Gleeson.ue”

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT