Subscreva a nossa newsletter para receber as melhores sugestões de lifestyle todos os dias.

Cinema

As chocantes mensagens secretas que ameaçam destruir Armie Hammer

O ator de "Chama-me Pelo Teu Nome" está envolvido num escândalo que pôs o mundo a pensar se ele é, afinal, um canibal.
Lecter, és tu?

“E se eu quisesse cortar-te um dedo do pé e guardá-lo no meu bolso para que tivesse sempre um pouco de ti comigo?”, escreve alegadamente Armie Hammer numa mensagem privada no Instagram. A imagem foi uma de várias divulgações feitas na segunda-feira, 11 de janeiro, e que colocaram o ator de 34 anos no centro de um escândalo.

O impacto das perturbadoras mensagens provocaram já o primeiro abalo na carreira do protagonista de “Chama-me Pelo Teu Nome”, que anunciou esta quinta-feira, 14 de janeiro, que irá afastar-se daquele que seria o seu próximo filme, “Shotgun Wedding”, onde contracenaria com Jennifer Lopez.

As imagens da conversa privada foram divulgadas pela primeira vez na conta de Instagram House of Effie, alegadamente enviadas por um seguidor. A autenticidade das mensagens ainda não foi confirmada e o próprio Hammer recusa sequer pronunciar-se sobre elas. Apesar das dúvidas, a conta revelou também uma suposta foto enviada pelo autor onde se pode ver uma mão com uma tatuagem no dedo semelhante à de Hammer.

“Não vou responder a estas acusações idiotas, mas perante estes ataques vis e caluniosos, não posso em boa consciência abandonar os meus filhos por quatro meses para ir gravar um filme na República Dominicana”, escreveu Hammer num comunicado.

As mensagens, alegadamente enviadas entre 2016 e 2020, parecem revelar não só a infidelidade do ator — cujo divórcio com Elizabeth Chambers foi oficializado no verão passado, depois de 10 anos de casamento —, mas toda uma série de comportamentos perturbadores.

“Estou a imaginar-me a agarrar o teu coração na minha mão e a controlar quando é que ele bate. Sou um canibal a 100 por cento. Quero comer-te. Foda-se, é assustador admitir isto. Nunca o tinha feito antes”, escreveu a certa altura. “Preciso de beber o teu sangue”, acrescentou noutra troca de mensagens.

Armie Hammer com Lily James em “Rebecca”

A mulher por detrás da conta House of Effie acabou por fazer mais revelações. A sua ligação com o ator terá começado em 2016, quando enviou uma mensagem privada para a sua conta oficial. Hammer aceitou a mensagem e, perante nova insistência, finalmente respondeu à fã.

Sem mais provas, mas com o comportamento privado tornado público, várias mulheres apressaram-se não só a condenar Hammer como a oferecerem os seus próprios relatos. Jessica Henriquez, ex-namorada do ator, revelou no Twitter que acredita que as mensagens sejam reais. Para adensar mais o mistério, uma mensagem de voz supostamente de Hammer foi partilhada. Nela, é possível ouvir o ator a falar sobre uma troca arriscada de mensagens:

“Dissemos muita merda que a maioria das pessoas não vai perceber. É depravado, de nicho, é um fetiche. Se isso não fosse já suficientemente mau, imagina isto: estás a fazer sexo e dizes algo no calor do momento. E depois alguém vem ter contigo e diz: ‘Ouvi-te a dizer isto…’, completamente fora do contexto, fora daquele sítio seguro onde achavas que o podias dizer. É constrangedor.”

Os comportamentos sexuais mais arriscados já haviam sido tema de conversa em diversas ocasiões. Em 2017 foi apanhado a gostar de publicações ligadas ao bondage, que à época criaram uma pequena controvérsia.

Em 2013, numa entrevista à “Playboy”, o ator confidenciou as suas preferências sexuais. “Gostava de ser um amante dominador. Gosto de agarrar o pescoço e o cabelo e tudo isso. Mas quando te casas, os teus apetites sexuais mudam. E digo isso com o melhor dos sentidos — não é que esteja a sofrer, mas não podes puxar o cabelo à tua mulher”, contou.

O comentário obrigou-o a justificar-se mais tarde, quando afirmou que estava embriagado. “Em retrospetiva, não bebam durante entrevistas”, contou à “E!News”

Nesse mesmo ano, Hammer voltou a chocar os fãs durante uma entrevista à “Elle”. “Uma miúda tentou esfaquear-me enquanto fazíamos sexo. Não devia contar esta história. Ela virou-se para mim e disse que “o amor verdadeiro deixa cicatrizes e tu não tens nenhuma”. E depois tentou espetar-me uma faca de talhante. Claro que terminei a relação…sete meses depois.” 

Em novembro, Hammer deixou uma última pista. Numa entrevista, questionaram-no sobre quem seria o seu convidado de sonho para um jantar. A resposta? “O Marquês de Sade.”

O filósofo e político francês do século XVIII ficou famoso pelas suas obras sexuais, onde expunha arriscadas preferências, assentes na violência e no sofrimento. Foi ele quem escreveu “120 Dias de Sodoma”, obra que detalha as aventuras sexuais pervertidas de quatro homens que terminam, inevitavelmente, em abusos sexuais, tortura e morte.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT