Cinema

Chris Rock já tinha feito piadas sobre Will Smith e a mulher nos Óscares de 2016

A agressão aconteceu esta madrugada, mas já havia um histórico. O humorista preferiu não apresentar queixa junto da polícia.
Chris Rock foi agredido por Will Smith.

Foi o momento mais chocante da noite deste ano dos Óscares. Will Smith agrediu Chris Rock depois de o humorista ter feito uma piada relacionada com o facto de a sua mulher, Jada Pinkett Smith, estar de cabeça rapada — dizendo que estava ansioso pela sequela de “G.I. Jane – Até ao Limite”, filme de 1997 dirigido por Ridley Scott sobre uma mulher de cabeça rapada que se torna uma militar de elite.

A situação, que aconteceu na cerimónia em direto, foi profundamente constrangedora. Chris Rock ficou visivelmente incrédulo e abalado pelo que acabara de acontecer. As reações, tanto no Dolby Theatre como em todo o planeta, não demoraram. O que terá motivado o ataque de raiva de Will Smith poderá ter a ver com o facto de Jada Pinkett Smith estar sem cabelo devido a uma doença autoimune, alopecia areata.

Aquilo de que muitos talvez não se recordem é que não é a primeira vez que Chris Rock faz piadas nos Óscares sobre os Smith. Em 2016, quando o comediante apresentou a gala, abordou a polémica dos #OscarsSoWhite — quando muitos profissionais da indústria de Hollywood apontaram o dedo à Academia pela falta de representatividade nos nomeados.

Nesse ano, Will Smith, que no passado já tinha sido nomeado pelos papéis em “Ali” e “Em Busca da Felicidade”, não foi nomeado pela prestação no drama “A Força da Verdade”. Como repercussão, a sua mulher Jada Pinkett Smith declarou publicamente que ia boicotar os Óscares e que não ia estar presente na cerimónia.

No vídeo onde anunciou esta decisão, dirigiu-se diretamente a Chris Rock, com quem tinha uma relação amigável — afinal, os dois tinham trabalhado juntos nos filmes de “Madagáscar”, onde deram vozes às personagens. O próprio Will Smith já tinha trabalhado com Rock num episódio de “O Príncipe de Bel-Air” e sempre tinham mantido uma relação amistosa em eventos públicos deste género.

“Olá, Chris, não vou estar nos prémios da Academia nem os vou ver. Mas não me consigo lembrar de melhor homem para fazer o trabalho este ano do que tu, meu amigo”, disse na altura Jada Pinkett Smith. Chris Rock acabou por pegar na decisão e declarações públicas da colega para abordar o tema no monólogo de abertura.

“O que aconteceu este ano? As pessoas ficaram zangadas. O Spike [Lee] ficou zangado. O [Al] Sharpton ficou zangado. A Jada [Pinkett Smith] ficou zangada. E o Will [Smith] ficou zangado. Toda a gente ficou zangada. A Jada disse que não vinha, em protesto. E eu: mas ela não está numa série de televisão? A Jada vai boicotar os Óscares? A Jada a boicotar os Óscares é como eu a boicotar as cuecas da Rihanna. Não fui convidado”, disse Chris Rock no início da gala, antes de falar sobre Will Smith.

“A Jada está zangada que o seu homem, Will, não tenha sido nomeado com ‘A Força da Verdade’. Eu percebo. Na verdade, percebo mesmo. Disse que era injusto que o Will tivesse sido tão bom mas não tinha sido nomeado. Tens razão. Mas também não é justo que o Will tenha recebido 20 milhões de dólares para fazer o ‘Wild Wild West’, OK?”, disse, referindo-se ao filme que foi um fracasso junto da crítica e cujas receitas de bilheteira não corresponderam ao esperado.

Este ano, quando Chris Rock voltou ao palco dos Óscares para apresentar o vencedor na categoria de Melhor Documentário, disse mesmo que adorava Jada Pinkett Smith — antes de lhe falar da sequela de “G.I. Jane”, uma piada que inicialmente até parecia ter sido bem recebida por Will Smith. Depois do incidente, quando questionada pela imprensa americana, a polícia de Los Angeles afirmou que Chris Rock recusou apresentar queixa por agressão contra Will Smith.

Conheça as reações à agressão durante a gala, descubra se Will Smith pode perder o Óscar, veja o momento em que Will Smith é reconfortado por Denzel Washington e leia o artigo da NiT sobre os traumas do ator relacionados com a violência a que foi exposto na infância. Saiba também mais sobre a doença autoimune de Jada Pinkett Smith e leia as principais reações dos humoristas portugueses.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT