Cinema

Christian Bale diz que deve a sua carreira a Leonardo DiCaprio — e explica porquê

“Obrigado, Leo”, agradeceu o ator, que fez enormes elogios ao colega durante uma entrevista.

São duas das maiores estrelas de Hollywood e ambos orgulhosos proprietários de um Óscar. Contudo, enquanto Leonardo DiCaprio percorria o longo e penoso caminho das nomeações falhadas até à glória antecipada em 2016, Christian Bale conquistou a crítica logo em 2011, pelo papel em “The Fighter”.

Ainda assim, Bale mantém-se humilde e bem-humorado. Numa entrevista à “GQ”, a estrela de “Amsterdam” — o novo filme de David O. Russell — quis prestar homenagem e deixar um agradecimento ao colega.

“A verdade é que qualquer papel que um ator consiga agarrar, só o faz porque ele o rejeitou de antemão”, explica. “Não importa o que possam dizer, nem quão amigo és dos realizadores. Quase todas as pessoas com quem já trabalhei, por diversas vezes, ofereceram esses papéis ao DiCaprio antes de pensarem a mim.”

Bale faz também questão de demonstrar que não guarda qualquer rancor. “Por isso, obrigado Leo. Ele acaba por poder escolher, literalmente, tudo aquilo que faz. E ainda bem para ele, porque é fenomenal.”

A preferência dada a DiCaprio é, para Bale, perfeitamente natural. “Têm noção do quão grato estou por poder fazer qualquer coisa? Não posso fazer aquilo que ele faz”, nota. “Ele fá-lo de forma magnífica. Suspeito que qualquer pessoa em Hollywood, com uma idade próxima à dele, só tem uma carreira porque ficam com os papéis que ele rejeitou.”

Um dos tais papéis que DiCaprio terá rejeitado — e que eventualmente caíram no colo de Bale — foi o de Patrick Bateman, o yuppie tresloucado de “Psicopata Americano” que é, ainda hoje, reconhecido como uma das suas grandes interpretações.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT