Cinema

Denis Villeneuve quer fazer pelo menos mais dois filmes de “Dune”

A sequela para o filme de 2021 já foi confirmada. Se os desejos do realizador se concretizarem, teremos uma trilogia completa.
Ótimas notícias.

Era um dos filmes mais esperados do ano e o sucesso nas bilheteiras confirmou as expetativas. Em Portugal, “Dune” é o filme mais visto do momento, e globalmente já arrecadou mais de 220 milhões de dólares (188 milhões de euros). Na passada terça-feira foi ainda confirmada uma sequela do filme protagonizado por Timothée Chalamet, que estreará nos cinemas a 20 de outubro de 2023. Mas parece que a história não ficará por aí, visto que Denis Villeneuve, o realizador, pretende criar pelo menos três filmes.

A verdade é que material não falta, uma vez que Frank Herbert, o criador daquele mundo, escreveu seis livros diferentes sobre o tema: “Dune”, “Dune Messiah”, “Children of Dune”, “God Emperor of Dune”, “Heretics of Dune” e “Chapterhouse: Dune”.

O novo filme de “Dune” aborda a primeira metade do livro original de Frank Herbert. A segunda parte contará o resto da história. Mesmo assim, o realizador acredita que é importante fazer uma adaptação cinematográfica do segundo livro escrito por Frank Herbert: “Dune Messiah”. De acordo com Denis Villeneuve, o livro é importante para contar totalmente a jornada de Paul Atreides, a personagem de Chalamet.

“Na minha mente, sempre vi três filmes”, conta à “Entertainment Weekly”. “Não é que eu queira fazer uma franquia, mas isto é o ‘Dune’, e o ‘Dune’ é uma história enorme. De maneira a conseguir honrá-la, creio que sejam necessários no mínimo três filmes. Esse seria o sonho”, confessa.

“Uma coisa de cada vez”, acrescenta. “Se alguma vez tiver a oportunidade de fazer ‘Dune: Parte Dois’ e ‘Dune Messiah’ serei verdadeiramente abençoado.”

O próximo filme de “Dune” só sai daqui a dois anos. No entanto, pode carregar na galeria para descobrir os filmes que o manterão entretido até ao fim de 2021. Pode ler ainda o artigo da NiT sobre o filme de “Dune” que nunca chegou a ser feito (mas que seria tudo menos aborrecido).

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT