Cinema

Uma guerra civil épica e o regresso de Nicolas Cage: as estreias da semana no cinema

A obra de Alex Garland é uma das mais aguardadas do ano. Revelamos-lhe todas as novidades que chegam esta quinta-feira aos cinemas.
É, muito provavelmente, a derradeira obra de Alex Garland.

Chama-se “Guerra Civil” e é a estreia de que todos falam. A obra tem a assinatura de Alex Garland, argumentista de filmes com “28 Dias Depois”, “Ex Machina” e “Aniquilação”, e que nos últimos anos deu uma perna como realizador igualmente bem-sucedido. 

O britânico, que anunciou que este deverá ser o seu último filme — pelo menos na qualidade de realizador —, imaginou um mundo em que os EUA estão divididos e em conflito sem tréguas. As Forças Ocidentais, uma aliança armada de estados em revolta contra o governo federal, está a dias de forçar a rendição do Capitólio.

Na esperança de conseguir uma derradeira entrevista com o presidente, uma fotógrafa que captou atrocidades e conflitos em todo o mundo, viaja numa pequena caravana de jornalistas integrada na coluna das forças armadas que tenta alcançar Washington antes que os rebeldes se apoderem da Casa Branca”, lê-se na sinopse. O elenco, esse, é de peso e conta com atores como Kirsten Dunst, Wagner Moura, Cailee Spaeny, Jesse Plemons, Stephen McKinley Henderson e Nick Offerman.

Aos cinemas nacionais, esta quinta-feira, 18 de abril, chegam outras boas novidades. É o caso de “Em Nome da Terra”, filme polaco elogiado pela sua cinematografia. A história acompanha Jagna, uma jovem de 19 anos que tem uma beleza única e uma personalidade ainda mais cativante, que faz com que seja uma das mulheres mais cobiçadas da aldeia em que vive. A sua vida muda quando Boryna, um latifundiário influente e rico, fica viúvo. A família da protagonista força-a a casar para benefício próprio.

Jagna, contudo, é apaixonada por Antek, filho do homem com quem prometeu casar. Para viver esse amor, quebra as regras e os padrões sociais da época, cria confusões e muita inveja na pacata e aborrecida aldeia polaca de finais do século XIX.

Num tom mais leve, há ainda “Encontro Infernal”, protagonizado por Nicolas Cage. Ao seu lado tem Joel Kinnaman, um homem comum que está a conduzir para o hospital de Las Vegas onde a sua mulher está a ter o segundo filho do casal.

Quando entra no parque de estacionamento e pára o carro, vê um homem misterioso (Cage) forçar a entrada no banco de trás. O criminoso tira uma arma do bolso e obriga-o a arrancar com o automóvel. “A partir deste instante, ambos veem-se envolvidos numa viagem infernal onde nem tudo é o que parece”, revela a descrição.

Carregue na galeria e conheça as novidades dos cinemas portugueses. Spoiler: há desde filmes de animação a histórias (muito) comoventes.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT