Cinema

Drive-in de cinema brasileiro adiado por causa do mau tempo

Se não houver mais alterações, o festival irá arrancar a 28 de outubro na Fábrica do Braço de Prata, em Lisboa.
O melhor do cinema brasileiro.

A Depressão Bárbara já fez mais estragos do que apenas árvores na estrada ou mau tempo. A 3.ª Mostra de Cinema do Brasil em Lisboa, que começaria no dia de hoje, 21 de outubro, foi adiada para a próxima semana. Se as condições meteorológicas permitirem, vai acontecer de 28 de outubro a 1 de novembro, de quarta-feira a domingo, na Fábrica de Braço de Prata. 

O programa será o mesmo, sendo que vão ser exibidas nove produções brasileiras contemporâneas, desde dramas, biografias, romances e comédias. Entre os filmes selecionados, poderá assistir, por exemplo, a “Bacurau”, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, que ganhou o prémio do Júri no Festival de Cannes, em 2019 — e que, segundo a imprensa brasileira, pode concorrer a uma das vagas de melhor filme no Óscares 2021.

Além disso, vai poder ver “A Vida Invisível”, de Karim Ainouz, vencedor da Mostra de um Certo Olhar, no Festival de Cannes de 2019. O filme conta a história de Eurídice, uma jovem talentosa, no Rio de Janeiro nos anos 40, que mora com irmã mais velha. Ambas vivem num regime patriarcal, o que as leva a traçar caminhos distintos, 

Os bilhetes custam 3€, mas há bilhetes para sessões duplas (5€). O passe com acesso a todas as sessões do festival custa 18€. As reservas podem ser feitas através do número de telefone 968 599 969 ou do site da Fábrica do Braço de Prata.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT