Cinema

É oficial: o terceiro filme de “Mulher-Maravilha” não vai acontecer

Devido a conflitos criativos, a longa-metragem protagonizada por Gal Gadot foi cancelada pela DC Studios.
Gal Gadot é a atriz protagonista.

De acordo com o “Hollywood Reporter”, as aventuras da “Mulher-Maravilha” chegaram ao fim. Depois de dois filmes a solo, com Gal Gadot a interpretar a protagonista, a produção do terceiro filme não vai avançar. Neste momento, a DC Studios encontra-se num período de transição e, com James Gunn e Peter Safran, a liderarem os novos projetos dos estúdios, estão a acontecer muitas alterações.

Este novo plano de trabalho terá dado origem a muitos conflitos criativos. Patty Jenkins, que realizou tanto o primeiro filme como a sequela, apresentou a sua ideia. No entanto, as suas intenções não foram aceites pelos estúdios de produção da longa-metragem.

A atriz que dá vida à heroína, e que se tinha mostrado ansiosa para o novo filme, aproveitou o Twitter para agradecer aos fãs. Na publicação, com um tom de despedida, Gadot escreveu: “Há alguns anos, foi anunciado que eu ia interpretar a Mulher-Maravilha. Estou muito grata pela oportunidade de me tornar numa personagem tão incrível e icónica e, mais d oque tudo, estou grata por vocês. Os fãs”.

Até ao momento, a Warner Bros. e a DC Studios ainda não se pronunciaram sobre a notícia. Muitos fãs acreditam que, mesmo que o filme não aconteça, a personagem possa regressar noutras produções.

Foi em 2017 que a atriz israelita se estreou no cinema como a “Mulher-Maravilha”. A história desta heroína passava-se quase cem anos antes, em 1918. Já na sequela, “Mulher-Maravilha 1984”, que chegou aos cinemas em 2020, houve um salto temporal de décadas e a narrativa levou-nos até 1984.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT