Cinema

Estrela de “Stranger Things” protagoniza novo filme sobre refugiados

Estreia em Portugal esta quinta-feira e a história passa-se durante a Segunda Guerra Mundial.
Noah Schnapp é o protagonista.

Um dos filmes que estreiam nos cinemas portugueses esta quinta-feira, 17 de março, é “À Espera de Anya”. Trata-se de um drama que se desenrola durante a Segunda Guerra Mundial pensado para um público juvenil. É baseado no livro homónimo de 1990 escrito por Michael Morpurgo (o mesmo autor de “Cavalo de Guerra”, que também deu origem a um filme).

Dirigida e co-escrita por Ben Cookson, a história passa-se em 1942 na zona francesa dos Pirinéus. O país estava ocupado pela Alemanha nazi nessa altura e inúmeros refugiados — nomeadamente judeus — tentavam escapar para Espanha. É neste fenómeno que se centra a narrativa.

O enredo acompanha um jovem pastor francês, Jo, que é interpretado pelo ator Noah Schnapp, uma das principais estrelas da série da Netflix “Stranger Things”. Jo passa os dias a cuidar das ovelhas do avô (Jean Reno), veterano da Primeira Guerra Mundial, que usa as velhas medalhas de guerra como forma de desafiar os ocupantes.

Jo acaba por descobrir que uma rabugenta viúva local, Horcada (Anjelica Huston), está heroicamente a albergar refugiados judeus — sobretudo crianças — às escondidas dos nazis, na sua quinta. Entre eles está o genro Benjamin (Frederick Schmidt), que se separou da sua jovem filha, Anya, depois de ambos terem conseguido escapar de um comboio que se dirigia para um campo de concentração.

Horcada vai fazendo viagens com os refugiados até à fronteira com Espanha nos Pirinéus. Aos poucos, os nazis começam a suspeitar e tudo se torna mais perigoso. Jo terá, claro, um papel fundamental nesta dinâmica. É ele que vai conseguir mantimentos e medicamentos para oferecer às crianças refugiadas.

“À Espera de Anya” apresenta sobretudo duas personagens nazis. Um deles é um sádico oficial alemão, que vai maltratar um rapaz local com um problema mental — embora, tendo em conta o público-alvo, não seja um filme propriamente cruel para uma história passada na Segunda Guerra Mundial. O outro nazi é um soldado cordial, que partilha com Jo as saudades que sente da família. 

Em geral, a crítica especializada internacional tem elogiado a componente visual do filme — uma vez que foi todo gravado na paisagem natural dos Pirinéus. Mas tem criticado o guião, alguns diálogos e mesmo o tom da história. O facto de o filme ser falado em inglês mas com um sotaque francês também não é um detalhe que tenha sido bem recebido.

O elenco inclui ainda Thomas Kretschmann, Tómas Lemarquis, Gilles Marini, Elsa Zylberstein, Joséphine de La Baume, Sadie Frost e William Abadie, entre outros. Curiosamente, o escritor Michael Morpurgo, autor original da história, participa enquanto figurante — faz de agricultor. 

Leia também a entrevista da NiT ao ator Noah Schnapp sobre a próxima temporada de “Stranger Things”. E carregue na galeria para conhecer outros dos principais filmes que estreiam em Portugal este ano.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT