Cinema

Ethan Hawke revela razão traumática pela qual nunca quis ser uma estrela de Hollywood

Tem tudo a ver com a morte de River Phoenix. Hawke diz que não quis ter o sucesso de atores como Leonardo DiCaprio ou Matt Damon.
O ator fez 50 anos este mês.

Numa entrevista publicada nos últimos dias no jornal “The Guardian”, Ethan Hawke explicou porque — apesar de ter tido oportunidade para isso — nunca tentou ser uma enorme estrela de Hollywood da sua geração, ao contrário de nomes como Leonardo DiCaprio ou Matt Damon.

Tem tudo a ver com a morte precoce de River Phoenix, o irmão de Joaquin Phoenix, que tinha apenas 23 anos quando morreu de overdose à saída de uma discoteca em Los Angeles, nos EUA, em 1993. Hawke e Phoenix tinham-se conhecido no primeiro filme que fizeram, “Os Exploradores”, em 1985, quando eram adolescentes.

River Phoenix era considerado como o grande ícone da sua geração — era visto na indústria como uma estrela em ascensão depois de fazer filmes como “Conta Comigo”, “Indiana Jones e a Última Cruzada” ou “A Caminho de Idaho”, entre outros.

O perfil do “The Guardian” recorda como, na altura em que Ethan Hawke participou em “O Clube dos Poetas Mortos”, o jovem ator parecia também destinado a uma carreira no estrelato de Hollywood. Mas não foi bem isso que acabou por acontecer. 

Depois do incidente de River Phoenix, que estava relacionado com o seu estilo de vida no meio do cinema de Los Angeles, Ethan Hawke virou-se sobretudo para o cinema de autor, com filmes mais independentes, e construiu uma carreira sólida aí, longe dos grandes blockbusters, embora permanecendo sempre uma figura reconhecida.

Participou em “Antes do Amanhecer” e nas respetivas sequelas, fez “Boyhood: Momentos de uma Vida” ou “O Senhor da Guerra”. Trabalhou com Sidney Lumet, Paul Schrader ou Hirokazu Koreeda. Além disso, continuou sempre a fazer teatro. Hoje, Ethan Hawke tem 50 anos — e a sua filha com Uma Thurman, Maya Hawke, está também a trilhar um percurso de sucesso.

“Porque é que [não faço] filmes mais fáceis? Bem, o meu primeiro companheiro de ecrã teve uma overdose em Sunset Boulevard. Era a luz mais brilhante e esta indústria mastigou-o, e isso foi uma grande lição para mim”, explicou ao “The Guardian”.

E acrescentou: “Se tivesse que apontar uma única razão para nunca me ter mudado para Los Angeles é porque acho que é muito perigoso para um ator como eu estar nesse tipo de ambiente”.

Além disso, explica Ethan Hawke, a sua mãe — quando percebeu que o filho queria ser ator — tentou levá-lo a compreender a profissão como um “ofício” e não como uma questão de ser uma “celebridade”. Ethan Hawke diz que o seu sonho nunca foi fazer filmes fáceis e citou, como exemplos de referências, o ator Philip Seymour Hoffman, o realizador John Cassavetes e o músico Bob Dylan.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT