Cinema

“Exterminador Implacável” com um arranque fraco de bilheteiras na estreia

O novo filme reuniu as grandes estrelas da saga mas não convenceu nos Estados Unidos.
O regresso teve um enorme hype.

A expetativa era muita: já tinham sido produzidas várias sequelas do filme “Exterminador Implacável” — que se tornou um sucesso mundial ao longo de várias gerações — mas nenhuma reunia este trio: o realizador James Cameron, agora no argumento, e os atores Linda Hamilton e Arnold Schwarzenegger, da primeira obra de 1984.

Só que a estreia de “Exterminador Implacável — Destino Sombrio” não correu como esperado no país de origem.  

Segundo os meios norte-americanos, o filme fez apenas 10 milhões de euros na sua primeira sexta-feira, em todo o país. Os primeiros cálculos apontam para um total de 27 milhões de dólares, cerca de 25 milhões de euros, no primeiro fim de semana.

Isto pode parecer muito e tecnicamente não é mau, tendo o filme até estreado em primeiro lugar nas bilheteiras: mas na escala norte-americana coloca o blockbuster num patamar abaixo do esperado — a confirmar-se estes valores, seria o mesmo do anterior filme da saga, que não tinha estes atores nem custou 170 milhões de euros, como o atual.

As críticas do novo filme são, no entanto, na generalidade positivas, o que pode impulsionar mais idas ao cinema.

A propósito da nova estreia, que em Portugal aconteceu no mesmo dia dos EUA, 31 de outubro, a NiT contou-lhe a incrível história por detrás desta saga e do sucesso épico dos primeiros filmes.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT