Cinema

Festival Indie Lisboa: os 10 filmes que não pode perder

Conta com 250 produções que serão exibidas no Cinema São Jorge, Culturgest, Cinemateca e na piscina da Penha de França.
O festival decorre até 2 de junho.

Um guionista chamado Adam tem um encontro com um vizinho misterioso e rapidamente se envolvem. Entre o amor e a paixão, o protagonista vê-se assolado por um desejo: revisitar a sua casa de infância. Quando lá chega, descobre que os pais, que morreram há 30 anos, continuam por lá.

É esta a premissa de “Desconhecidos”, que será exibido pela primeira vez no País a 26 de maio. O filme protagonizado por Andrew Scott e Paul Mescal contou com Andrew Haigh na realização. A fantasia queer tem sido aclamada pela crítica e já soma 29 prémios e 102 nomeações. Esta é apenas uma das 250 produções do Indie Lisboa que está de regresso à capital portuguesa entre 23 de maio e 2 junho.

A 21ª edição do festival conta com a presença recorde de 25 filmes portugueses a concurso: oito longas e 18 curtas-metragens. Há ainda espaço para uma homenagem aos 50 anos da Revolução dos Cravos com filmes do Movimento das Forças Armadas.

Em estreia mundial, Margarida Cardoso apresenta “Banzo” com o enredo de uma doença desconhecida que afeta africanos ao serviço de portugueses numa ilha tropical. Já “Manga d’Terra” do realizador Basil da Cunha tem como cenário a Reboleira, na Amadora. O tráfico de escravos é retratado a partir do passado histórico português com um achado arqueológico em Lagos, em “Contos do Esquecimento”, de Dulce Fernandes.

A secção internacional “Rizoma” apresenta perspetivas críticas e momentos de reflexão sobre questões atuais. O documentário “No other land” feito por ativistas israelitas e palestinianos é um dos destaques. O programa integra outras secções como a “Novíssimos” destinada a talentos jovens, a “Silvestre” com produções a espelhar o espírito rebelde do festival e a “Indie Music” a conjugar a música e cinematografia.

Para os mais novos a programação envolve ainda um filme musical de Duarte Coimbra de nome “Os amigos do Gaspar: Uma reunião na cidade” com influências de uma série televisiva dos anos 80.

A iniciativa tem várias sessões no Cinema São Jorge, Culturgest e Cinemateca. Pela segunda vez, também haverá sessões na piscina da Penha de França — para assistir, o fato de banho é obrigatório.

O primeiro filme a abrir o festival foi o “I’m Not Everything I Want to Be”, a 23 de maio, com uma sessão no Cinema de São Jorge. A obra de Klára Tasovská retrata a história de uma mulher— acompanhada por uma câmara— que vai em busca de sítios onde possa explorar a sua sexualidade.

A encerrar a edição está a comédia “O Homem dos Sonhos” com Nicolas Cage, Lily Bird e Julianne Nicholson. Passada na América, a história fala de um professor de biologia comum nos sonhos de muita gente que acaba a tornar-se famoso.

Os bilhetes já estão à venda online, entre os 5 e os 8€. Os pacotes família para as sessões na piscina da Penha de França custam 22€.

Carregue na galeria para descobrir os 10 filmes que não deve perder.

 

 

 

 

 

 

 

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT