Cinema

Filha de Brad Pitt corta todas as ligações e pede para retirar o apelido do pai

Desde o divórcio com Angelina Jolie em 2016 que os filhos do ator se têm afastado dele e recusam mesmo usar o seu último nome.
A relação entre pai e filha está cada vez pior.

Assim que fez 18 anos, Shiloh Jolie Pitt decidiu tratar de um único assunto: remover o apelido do pai do nome, passando a chamar-se apenas Shiloh Jolie. O pedido ainda não foi aprovado, adianta o “TMZ”., mas é provável que se torne oficial nas próximas semanas.

A jovem é uma das três filhas biológicas do casal que também adotou três outros jovens: Zahara Jolie, de 19 anos, que, segundo a mesma publicação, também não usa o apelido Pitt — tal como Vivienne, de 15 anos, e Maddox, de 22.

Não é segredo que Pitt tem tido uma relação atribulada com os filhos desde que se divorciou de Angelina Jolie em 2016, um caso que continua a ser motivo de disputas legais. Ainda em fevereiro, os dois atores foram ouvidos no caso que envolve a Château Miraval, a propriedade vinícola em França comprada quando ainda eram casados.

Pitt deu entrada com o processo após Angelina ter vendido a sua parte a Yuri Shefler, um oligarca russo que chegou a ser dono de um dos maiores iates do mundo. A quinta foi adquirida em 2008 pelo casal, quando tudo ainda corria bem na relação. O ator ficou com 60 por cento da propriedade e a atriz ficou com o restante. No entanto, em 2014 quando se casaram, Pitt deu 10 por cento da sua parte à estrela de “Girl, Interrupted”.

O ator argumentou que a transação de Jolie com Yuri era inválida, uma vez que voltou a deter a maioria da propriedade na sequência do divórcio. O tribunal no Luxemburgo que avaliou a pretensão do ator concordou e afirmou que os 10 por cento deveriam regressar à sua posse até à sentença definitiva. “É equivalente a um depósito. Não é uma decisão final. Por enquanto, ele continua com 60 por cento e ela com 40”, contou uma fonte judicial à “Page Six”.

A relação entre Brad e Angelina ruiu por volta de 2016, ano em que a atriz pediu o divórcio, alegando um confronto físico com Pitt numa viagem de avião. Também deu a entender que, na mesma viagem, o pai tinha sido violento com os filhos.

Pitt foi ilibado das acusações de violência doméstica, apesar de ter admitido problemas com o álcool. O próprio admitiu ter explodido várias vezes, mas sem nunca ter partido para agressões físicas.

“Não sou o tipo de pessoa que toma decisões de ânimo leve”, disse sobre a decisão de avançar para o divórcio. “Custou-me muito colocar-me numa posição onde senti que tinha que me separar do pai dos meus filhos, disse Jolie ao “The New York Times”.

Agora segundo a “People”, Jolie e Shiloh recorreram a apoio psicológico para ultrapassar o trauma. Um trauma que em 2023 parecia estar ultrapassado. “Tínhamos muito para resolver. Ainda estamos a encontrar o nosso equilíbrio”, contou à “Vogue”, referindo-se implicitamente a si própria e aos filhos.

“Após um evento que me magoou, um terapeuta perguntou-me se experimentaria uma peça de roupa feita num tecido fluido. Parecia uma coisa tola, mas o facto de usar calças e botas ajudava-me a projetar uma aparência mais forte, como se eu própria fosse mais forte. Mas será que era suficientemente forte para ser suave? À época, não. Sentia-me vulnerável. Por vezes, sinto que talvez ainda não saiba qual é o meu estilo. Aos 48, continuo a tentar percebê-lo. Continuo em transição.”

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT