Cinema

Filme português é o quarto melhor de língua estrangeira para críticos dos EUA

“Vitalina Varela” arrecadou ainda o terceiro lugar na categoria de melhor cinematografia.
Estreou em 2019.

É adorado por Spike Lee, candidato aos Óscares e é português. Mais: já começou a juntar distinções. O filme “Vitalina Varela”, de Pedro Costa, foi votado o quarto melhor de língua estrangeira do ano pela Sociedade Nacional de Críticos de Cinema dos Estados Unidos.

A notícia chegou ao final de sábado, 9 de janeiro, através da conta de Twitter da organização, que dava conta de mais uma classificação. A produção portuguesa conseguiu o terceiro lugar na categoria de melhor cinematografia.

O filme  estreou em Portugal em 2019 e tem sido um sucesso junto da crítica internacional e dos cinéfilos mais devotos. Premiado com o Leopardo de Ouro, em Locarno, “Vitalina Varela” conta a história de Vitalina, mulher que há mais de 25 anos espera pelo seu bilhete de avião. Três dias depois do funeral do seu marido, esta mulher cabo-verdiana chega a Portugal. É uma heroína discreta, saindo das margens.

Esta é mais uma proeza do cineasta português cujo cinema denso continua a ser de culto por cá mas que mostra que é um fenómeno bem internacional. “Juventude em Marcha” (2006) já tinha figurado entre os melhores filmes da primeira década do século XXI para o crítico veterano Richard Brody, da “New Yorker”. Curiosamente, para Pedro Costa, em entrevista ao “Ipsilon”,Vitalina era “a metade feminina” do trabalho que levara a cabo com “Juventude em Marcha”.

“Vitalina Varela” está disponível para ver em plataformas de cinema independente como a Filminou a Grasshoper Film.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT