Cinema

Harry Styles surge num triângulo amoroso no primeiro trailer de “My Policeman”

O cantor é um polícia casado e com uma relação secreta com um homem. O filme vai estrear a 4 de novembro na Amazon.
Vai estrear dia 4 de novembro.

A Amazon Prime Video revelou o primeiro trailer de “My Policeman”, onde o cantor Harry Styles aparece no papel do polícia Tom Burgess. Com estreia marcada no serviço de streaming para 4 de novembro, o filme — baseado no livro de Betan Roberts — retrata uma história de amor proibido que começa nos anos 50, em Brighton, Inglaterra, quando a homossexualidade ainda era ilegal. 

Harry Styles interpreta um polícia casado com uma professora que mantém uma relação secreta com Patrick (David Dawson), que trabalha num museu. É precisamente nesse museu que começa o primeiro teaser de “My Policeman”, que vai alternando com momentos com a mulher Marion, interpretada por Emma Corrin.

À “Vanity Fair”, o realizador Michael Grandage revelou que esta é uma “história sobre duas pessoas apaixonadas por Tom, ligeiramente obcecadas por ele”. Tudo se complica ainda mais “pelo facto de ele ser polícia e de ter uma carreira onde tem de defender a lei”.

A narrativa desenrola-se em duas épocas distintas. A primeira passa-se nos anos 50, com o início do triângulo amoroso entre Tom, Marion e Patrick. Mais tarde, 40 anos depois, Patrick sofre um AVC e volta à relação amorosa do casal. Nesta época, as personagens são interpretadas por Linus Roache, Gina McKee e Rupert Everett.

Quando o realizador Michael Grandage começou à procura do trio de jovens atores para protagonizar o elenco da década de 1950, Harry Styles não estava nos seus planos. No entanto, chegou-lhe aos ouvidos que o cantor tinha lido o guião e tinha ficado muito interessado no filme, e decidiram avançar para uma reunião.

“Ele tinha lido o guião tantas vezes que mostrou conhecer todos os detalhes da personagem naquela reunião. Achei incrivelmente impressionante. Conhecia as falas das outras pessoas, sabia todas as suas falas”, disse Grandage à “Vanity Fair”.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT