Cinema

Johnny Depp alucinava, falava sozinho e cortava-se a si próprio, acusa Heard

O julgamento que opõe as duas estrelas foi retomado esta segunda-feira, com mais revelações chocantes.
Há vídeos que mostram os gestos violentos do ator

Sofá. Era essa a palavra de segurança acordada entre o então casal para, durante uma das rotineiras discussões mais agressivas, acalmar as hostes. A revelação foi feita por Amber Heard, no retomar dos trabalhos do julgamento que a coloca frente a frente com o ex-marido Johnny Depp, esta segunda-feira, 16 de maio.

A palavra era regularmente repetida por Heard, que pode ser ouvida nas diversas gravações apresentadas como prova. Essas gravações, explicou a atriz de 36 anos, começaram ser feitas para usar posteriormente nas conversas que tinha com Depp que, segundo a própria, habitualmente se esquecia do que dizia, por estar sob efeito de álcool e drogas.

Foi uma dessas gravações que provocou uma das poucas reações de Depp em tribunal. O ator esboçou um ar de gozo quando se ouviu Heard a apelidá-lo de Junkie Johnny. Entre as provas apresentadas estava também uma imagem captada por um paparazzi, que alegadamente mostrava as cicatrizes de Heard após ter sido agredida e empurrada para um balcão com vidros partidos durante uma discussão na Austrália.

A atriz recordou ainda as marcas que carregou durante a digressão de apresentação de “Magic Mike”, bem como uma discussão violenta, que terá ocorrido logo na viagem de lua de mel, no famoso Expresso do Oriente, na qual Depp lhe terá rasgado as roupas.

Noutra das gravações, Depp insulta a ex-mulher: “Não és o caralho de uma professora de escola. Tu não existes.” Heard argumentou igualmente que o estado mental de Depp se foi degradando, ao ponto de alucinar e falar com pessoas que não estavam ao seu lado.

A atriz voltou a recordar vários episódios de violência, como o que aconteceu num palacete em França, onde o casal estava a pernoitar. Assistiam juntos a um filme seu quando, numa cena de sexo — na qual foi usado um duplo de corpo —, Depp se terá irritado e a terá agredido com um soco na cara.

“Fui a voar contra o mobiliário de igreja”, explicou sobre a agressão que lhe terá provocado uma concussão. Além de ser violento contra si, Depp, segundo Heard, também teria tendência para se auto-flagelar, cortava-se e apagava cigarros na sua própria pele.

Num dos vídeos apresentados pela defesa, é possível ver Depp enraivecido a destruir uma cozinha enquanto bebe. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT