Cinema

Kate Moss em defesa de Johnny Depp: “As pessoas não são elas próprias quando bebem”

A supermodelo voltou a defender o ex-companheiro e recordou o caso polémico de John Galliano.
Parece estar tudo do lado de Depp

O caso explodiu em 2011, quando um vídeo gravado num bar e tornado público, mostrava o designer John Galliano a proferir comentários racistas e antissemitas num bar parisiense. O então principal designer da Dior acabaria por ser condenado nos tribunais franceses. Na sequência do escândalo, perdeu o emprego e viu a sua carreira arruinada.

O caso de Galliano pareceu a Kate Moss ser o argumento perfeito para defender o seu ex-companheiro, Johnny Depp. A britânica, que raramente dá entrevistas, foi uma das testemunhas no caso que o colocou frente a frente com a ex-mulher Amber Heard.

Agora, dois meses depois do veredito ter atribuído a Depp uma indemnização milionária, Moss fala sobre a sua ajuda num programa de rádio da “BBC”. “Acredito na verdade e na justiça”, explicou sobre a sua intervenção, antes de recordar o caso de Galliano.

“Sei que o Galliano não é uma má pessoa. Ele tinha um problema com o álcool e as pessoas transformam-se”, justificou. “As pessoas não são elas próprias quando bebem, dizem coisas que nunca se atreveriam a dizer quando estão sóbrias.”

Moss terá aplicado a mesma lógica ao caso de Depp. “Conheço o Johnny, a verdade”, referiu, antes de falar sobre o caso que a levou a tribunal. “Sei que ele nunca me daria um pontapé para me atirar escadas abaixo. Eu tinha que dizer a verdade.”

A supermodelo participou no julgamento por videoconferência, onde contrariou a história partilhada por Amber Heard, de que Depp a teria atirado das escadas abaixo durante umas férias na Jamaica, ainda nos anos 90. A ex-mulher do ator justificou a memória desse episódio quando relatava o medo que teve de que Depp fizesse o mesmo à sua irmã, num dos muitos conflitos físicos que marcaram o casamento.

Perante a juíza, Moss negou a veracidade da história. “Não, ele nunca me empurrou, nunca me deu pontapés nem me atirou por uma escada abaixo.”

A verdade, contudo, é que Moss sofreu uma queda nessas férias. “Quando saí do quarto, deslizei pelas escadas e magoei-me nas costas. E gritei porque não sabia o que tinha acontecido comigo e estava com dores. Ele veio a correr ajudar-me, levou-me para o quarto e arranjou-me ajuda médica”, confirmou.

A própria relação entre a supermodelo e o ator durou pouco tempo, cerca de três anos. Foi uma relação bombástica, recheada de polémicas sem que, porém, houvesse qualquer notícia de agressões ou violência. O mesmo não se pode dizer da relação de Depp com Heard, cujo caso, segundo as últimas informações, ainda estará para durar.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT