Cinema

Kevin Spacey sai em liberdade do tribunal após acusações de crimes sexuais

O ator está a enfrentar a acusação por quatro agressões sexuais e compareceu ao tribunal esta quinta-feira. A próxima audiência está marcada para 14 de julho.
Está a enfrentar a acusação por quatro crimes.

Acusado de quatro crimes sexuais, que terão acontecido em Londres e em Gloucestershire, entre 2005 e 2013, o ator Kevin Spacey compareceu esta quinta-feira ao Tribunal de Magistrados de Westminster. O ator de 62 anos negou todas as acusações e saiu em liberdade.

Na audiência, o juiz Tan Ikram considerou que não existia risco de fuga e reconheceu a colaboração do ator na investigação. Por ter comparecido de forma voluntária, o magistrado decidiu não impor nenhuma medida cautelar.

Ainda assim, a promotoria pediu a Kevin Spacey para entregar o passaporte e para dormir na sua residência em Londres até à próxima audiência, marcada para 14 de julho.

“Ele deverá responder a estas acusações se quiser seguir em frente com a sua vida. Onde é que se vai esconder? Ele mora nos Estados Unidos e pode ser extraditado”, argumentou o advogado, citado pelo “Diário de Notícias”.

O protagonista da famosa série “House of Cards” e vencedor de dois Óscares recebeu quatro acusações de agressão sexual apresentadas por três homens. É também acusado de ter forçado “atividade sexual penetrativa sem consentimento” contra um dos homens.

A investigação terá arrancado em 2017 e centra-se no período em que Spacey era diretor artístico do teatro Old Vic, em Londres. O ator, que mora nos Estados Unidos, diz estar confiante de que irá provar a sua inocência.

Já em outubro de 2017, o ator Anthony Rapp acusou Spacey de agressão sexual — um crime que teria ocorrido em 1986, altura em que a vítima teria apenas 14 anos. No meio de toda a polémica, vários homens alegaram ter sido assediados e agredidos por Spacey, o que levou o ator a ser afastado de quase todos os projetos que tinha em carteira.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT