Cinema

Más notícias: James Gunn não tenciona fazer uma sequela de “O Esquadrão Suicida”

O filme onde Daniela Melchior se destacou recebeu boas críticas. Apesar dos elogios, a produção pode não regressar.
Foi aclamado pelos fãs e crítica.

Foi graças a “O Esquadrão Suicida” que o resto do mundo ficou a conhecer Daniela Melchior. Daí em diante a atriz portuguesa tem vindo a somar vários papéis internacionais, incluindo em “Velocidade Furiosa” e “Guardiões da Galáxia”. O filme da DC Comics foi bem recebido pelos fãs, mas parece que uma sequela não está nos planos de , o realizador do projeto.

“Já falámos sobre isso, mas a verdade é que tenho um número limitado de horas por dia para trabalhar em vários projetos”, contou Gunn ao site “The Playlist”, acrescentando que nem sabe qual será o seu próximo filme. 

Um terceiro filme de “O Esquadrão Suicida” está, então, longe de vir a ser uma realidade. O realizador poderá ter um “próximo projeto na DC com aquelas personagens”, mas isso não quer dizer que seja uma sequela da história do segundo filme — que funcionou mais como um reboot após o primeiro, protagonizado por Jared Leto, não ter sido bem recebido pelo público nem pela crítica especializada.

Daniela Melchior interpretou Ratcatcher 2, filha de um vilão do complexo mundo de Batman. Além de, no geral, o filme ter sido bastante elogiado, em comparação com a produção de 2016, a interpretação da atriz foi particularmente aclamada e enaltecida. “Brilha como Ratcatcher 2”, escreveu a “IndieWire”.

“Nunca sabes onde a inocência dela te vai levar, e, interpretada pela portuguesa Daniela Melchior, rouba uma cena atrás da outra”, pode ler-se na crítica do jornal “Evening Standard”. Já o “Den of Geek” descreve a personagem como “divertida” e especialista em piadas de millennials. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT