Cinema

Morreu Margaret Nolan, a mulher dourada de “007 – Contra Goldfinger”

Fez carreira como atriz, modelo e artista. Tinha 76 anos.
A mulher dourada de "Goldfinger".

Morreu, aos 76 anos, Margaret Nolan, atriz e modelo que ficou conhecida pelo seu papel em “007 – Contra Goldfinger”. É ela a icónico modelo dourada dos créditos iniciais, num filme onde interpretou ainda Dink, com Sean Connery no papel do famoso espião com ordem para matar.

A atriz morreu no passado dia 5 de outubro mas a sua morte só agora foi anunciada pelo realizador Edgar Wright, numa publicação no Twitter no último domingo, 11 de outubro. O filho de Margaret Nolan, Oscar Deeks, confirmou à “Variety” a morte.

“Ela estava no centro do diagram de Venn de tudo o que era fixe nos anos 60”, escreveu o realizador, relembrando a imagem icónica de “Goldfinger” mas também o facto de ter participado em “Os quatro Cabeleiras do Após-Calipso” (1964), um pequeno clássico que contava com os históricos Beatles e que é mais conhecido pelo título original, “A Hard Day’s Night”.

Nascida em Inglaterra, foi no filme de James Bond que atingiu o estrelato. Porém, na altura, optou por não participar na longa tour de promoção do filme, preferiu concentrar-se noutros projetos enquanto atriz.

Teve vários papéis até meados dos anos 80, altura em que optou por se mudar para Espanha. Aí, dedicou-se à permacultura mas também a trabalhos artísticos envolvendo montagens e manipulações de fotografias. Algumas das usas imagens icónicas de 007 foram usadas para trabalhar em coleções que tiveram direito a exposições em Londres.

Em 2011 voltou à carreira de interpretação na comédia “The Power of Three”. Mas foi a imagem de Goldfinger, que até deu lugar a uma sessão fotográfica com a revista “Playboy”, que ficou para a história.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT