Cinema

Morreu Sacheen Littlefeather, a atriz indígena que recusou o Óscar em nome de Marlon Brando

Passaram-se menos de dois meses desde que a Academia se desculpou pelo comportamento que teve na cerimónia de 1973.
Tinha 75 anos.

Morreu Sacheen Littlefeather, a atriz indígena vaiada há quase 50 anos por ter recusado o Óscar de Melhor Ator em nome de Marlon Brando. A artista tinha 75 anos e sofria de cancro da mama. Littlefeather divulgou em março de 2018 que tinha sido diagnosticada com esta patologia já em estágio IV, e nos últimos anos desenvolveu metástases.

Littlefeather morreu ao meio-dia de dia 2 de outubro na sua casa na cidade de Novato, no norte da Califórnia. A Academy of Motion Pictures anunciou a sua morte na noite de domingo através de uma publicação no Twitter.

Recorde-se que a mesma instituição organizou uma celebração em homenagem à atriz há apenas duas semanas, como forma de se desculpar pelo que aconteceu na cerimónia dos Óscares em 1973.

Em 1973 Marlon Brando foi consagrado como o Melhor Ator do ano ao vencer o Óscar pelo seu papel como Vito Corleone em “O Padrinho”. O ator não compareceu na cerimónia. Em vez disso, pediu à atriz e ativista nativo-americana Sacheen Littlefeather para que fosse ao palco recusar a estatueta dourada em seu nome.

O objetivo era criticar a forma como os nativo-americanos eram retratados na indústria cinematográfica de Hollywood. Sacheen Littlefeather leu um discurso escrito por Marlon Brando — e, apesar de alguns aplausos, foi apupada durante a gala. Depois, foi também alvo de críticas por parte de diversos setores da sociedade, incluindo do meio do cinema.

49 anos depois, os Óscares anunciaram no dia 15 de agosto, que iam organizar um evento dedicado à comunidade nativo-americana. A ideia era que a iniciativa compensasse de alguma forma os transtornos causados a partir de 1973. Celebrado a 17 de setembro, contou com atuações de artistas nativo-americanos e um propósito de “conversa, cura e celebração”.

No seu site oficial, a Academia recorda como a carreira de Sacheen Littlefeather foi boicotada depois deste ato simbólico. E explica que a atriz foi “atacada e assediada pessoalmente e discriminada”.

A reação da própria à organização deste evento vem incluída no comunicado divulgado pelos Óscares. “Sobre o pedido de desculpas da Academia, nós índios somos pessoas muito pacientes — só passaram 50 anos!”.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT