Cinema

“Noite Violenta”: o novo filme em que o Pai Natal é um herói de pancadaria

O protagonista é interpretado por David Harbour, de “Stranger Things”. É uma mistura entre “Die Hard” e “Sozinho em Casa”.
David Harbour é o ator protagonista.

Se estiver saturado dos filmes mais românticos e idílicos de Natal, talvez uma boa opção possa ser “Noite Violenta”. Estreou nos cinemas a 1 de dezembro e é uma história de ação em que o Pai Natal é o protagonista. Nesta história recheada de pancadaria, há referências ao universo de “Die Hard” mas também “Sozinho em Casa”.

A premissa é bastante simples. O Pai Natal está na sua ronda natalícia de passar por todas as casas do planeta numa única noite quando tem de entrar em ação. No momento em que está numa habitação americana — de uma família abastada, note-se — a residência é assaltada por um conjunto de ladrões. E vai caber ao São Nicolau defender aquelas pessoas.

A família em questão são os Lightstone. É composta por um pai desanimado e uma matriarca; por um dos filhos que está a tentar que tudo corra bem com a ex-mulher para bem da filha de ambos; e pela filha, que trouxe o seu marido e a estrela do TikTok que é o filho de ambos.

Já o Pai Natal (interpretado por David Harbour, uma das principais estrelas de “Stranger Things”) é um homem de meia-idade rezingão, meio depressivo e alcoólico, num estado de burn-out, que larga tantos presentes como palavrões e queixa-se de os miúdos de hoje em dia prestarem tanta atenção aos videojogos que já nem querem saber dos brinquedos. 

É esta espécie de velho do Restelo natalício, com uma atitude irreverente, que irá evocar as suas raízes de guerreiro germânico para, de forma enfurecida, tomar conta dos ladrões — durante longas (e grandes) sequências de ação, já que o filme se prolonga durante quase duas horas.

Para se preparar para o papel, David Harbour teve de cumprir um plano invulgar e que em simultâneo pode parecer contraditório: por um lado, tinha de ganhar peso para interpretar o Pai Natal; por outro, tinha de treinar e especializar-se em artes marciais. 

“Foi uma experiência muito estranha”, admitiu o ator à revista “Entertainment Weekly”. “Ganhei uns 31 quilos. Fiquei muito grande para isto e ao mesmo tempo estava a treinar jiu-jitsu durante meses. Queria fazer o máximo possível [das cenas de luta] e por isso fiz uma quantidade tremenda de treinos. O visual que queria para ele era: o grande, velho e forte Pai Natal. Fiquei grande de todas as formas. Fiquei com barriga, mas também aumentei os ombros e outras coisas que normalmente não vês no Pai Natal clássico da Coca-Cola. Os meus movimentos estavam um bocado restritos porque fiquei com estes ‘pneus do amor’. Estava com os tipos da equipa de duplos em Winnipeg, e fazíamos treinos malucos, e depois íamos comer poutine ou o que fosse, no meio do Canadá.”

Dirigido por Tommy Wirkola, o elenco de “Noite Violenta” inclui ainda nomes como Beverly D’Angelo, John Leguizamo, Cam Gigandet, Edi Patterson, Brendan Fletcher, Alex Hassell, Mike Dopud, Mitra Suri, Alexis Louder ou Stephanie Sy, entre outros.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT