Cinema

Ryan Gosling vai cantar “I’m Just Ken” ao vivo na cerimónia dos Óscares

O tema está nomeado a Melhor Canção Original. Concorre com "What Was I Made For?" igualmente da banda sonora de "Barbie".
A cerimónia acontece a 10 de março.

Os rumores começaram a circular logo após a nomeação de “I’m Just Ken” ao Óscar de Melhor Canção Original. Agora é oficial: Ryan Gosling vai mesmo cantar o tema ao vivo na cerimónia de entrega dos prémios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas que terá lugar a 10 de março, no Dolby Theatre, em Los Angeles.

No início de fevereiro, Gosling afirmou que a Academia ainda não o tinha contactado, mas não descartou essa possibilidade. “Pode ser algo muito arriscado. Não sei como iria funcionar, mas estou aberto a isso”, adiantou, na altura.

A canção, que chegou à 87.ª posição da Billboard Hot 100 na semana de estreia, foi escrita por Andrew Wyatt e Mark Ronson. Este último afirmou mesmo que sonhava ver e ouvir o ator a interpretar o tema no palco dos Óscares e, caso Rosling não aceitasse, não faria sentido arranjar um vocalista substituto.

“What Was I Made For?”, composta por Billie Eilish e pelo irmão Finneas, também integra a banda sonora do filme “Barbie” e está nomeada na mesma categoria. “Wahzhazhe (A Song for My People)”, de “Assassinos da Lua das Flores” e “The Fire Inside”, de “Flamin’ Hot”, são as outras candidatas ao Óscar de Melhor Canção Original.

Como a NiT já lhe tinha contado, uma das grandes novidades da cerimónia deste ano é o horário: o arranque da cerimónia vai antecipar uma hora e começa às 16 horas de Los Angeles, meia-noite de domingo para segunda em Lisboa (de 10 para 11 de março). A transmissão em direto começa logo a seguir à emissão especial da RTP dedicada aos resultados das eleições antecipadas que se realizam no mesmo dia em Portugal.

Áudio deste artigo

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT