Cinema

Será que Will Smith pode mesmo perder o Óscar depois da agressão?

Por enquanto, a Academia apenas reagiu à polémica. Ainda assim, existe um código de conduta que não tolera este tipo de comportamentos.
Will Smith agrediu Chris Rock em direto.

Will Smith foi claramente o protagonista da última cerimónia dos Óscares, que decorreu este domingo, 27 de março, em Los Angeles, na Calilfórnia. Podia ter sido por ganhar pela primeira vez a estatueta — de Melhor Ator, pelo filme “King Richard” —, mas acabou por ser o tema do dia por outro motivo. A agressão a Chris Rock, depois de um piada sobre  Jada Pinkett Smith, transformou-se numa polémica mundial. Minutos depois do sucedido, houve várias reações de membros da indústria. Um caso que pode mesmo terminar com a retirada do Óscar a Will Smith.

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas ainda não se pronunciou oficialmente sobre como irá reagir em relação a esta agressão. No Twitter, os responsáveis apenas escreveram que eram contra qualquer forma de violência.

“Acho que Will não gostava de devolver o Óscar, mas quem sabe o que pode acontecer agora”, disse uma fonte da Academia ao “New York Post”. Apesar de não existir ainda um comentário oficial, a verdade é que a Academia tem um código de conduta mais rigoroso desde 2017, numa altura em que a indústria do cinema teve de lidar com escândalos de assédio sexual.

Naquela época, a posição de Dawn Hudson, responsável pela Academia, foi clara. “Além de alcançar a excelência no campo das artes e ciências cinematográficas, os membros devem comportar-se de forma ética, defendendo os valores da Academia de respeito à dignidade humana, inclusão e um ambiente de apoio que promova a criatividade.”

E continuou. “Não existe lugar para pessoas que abusam de seu estatuto, poder ou influência de uma maneira que viole os padrões reconhecidos de decência. A Academia opõe-se categoricamente a qualquer forma de abuso, assédio ou discriminação com base em género, orientação sexual, raça, etnia, deficiência, idade, religião ou nacionalidade.”

Apesar das declarações, não é certo que o caso poderá termine com a retirada do Óscar a Will Smith. Já sobre a agressão propriamente dita, a polícia de Los Angeles revelou ao jornal “New York Post” que está a par do incidente.

“O indivíduo envolvido recusou-se a registar um boletim de ocorrência [queixa]. Se a parte envolvida desejar um relatório policial numa data posterior, a LAPD [polícia de Los Angeles] estará disponível para concluir uma investigação”, disse a polícia.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT