Cinema

Sobrinha de Julia Roberts participa em comédia romântica com Richard Gere

Emma Roberts seguiu as pisadas da tia — e do pai — e tem construído uma carreira sua. “Nunca tentei ser como ela”, disse.
Emma Roberts e Richard Gere são 2 dos protagonistas.

Chama-se “Um Casamento do Pior” e é uma nova comédia romântica que chega aos cinemas portugueses esta quinta-feira, 26 de janeiro. A história acompanha Michelle e Allen, namorados que estão a ponderar a hipótese de se casarem.

Para isso, convidam os pais de ambos para um encontro. O objetivo é conhecerem-se e poderem discutir este próximo passo, perceber com o que é que cada casal de pais pode contribuir. Mas nada vai correr como esperado. Porque os pais de ambos vão perceber que já se conhecem, pelo menos em parte — porque partilham um historial de casos extraconjugais.

Diane Keaton, Susan Sarandon, William H. Macy e Richard Gere interpretam os pais nesta trama, enquanto Emma Roberts e Luke Bracey (que já tinham formado um casal em “Holidate”) são os aspirantes a noivos. “Um Casamento do Pior” foi escrito e realizado por Michael Jacobs.

No centro da história está, então, Emma Roberts — atriz de 31 anos que tem construído uma carreira própria mas que também é conhecida por ser a sobrinha de Julia Roberts e a filha de Eric Roberts. A representação parece fazer parte do ADN da família — há outros familiares que também trabalham na indústria de Hollywood.

Nascida em 1991 no estado de Nova Iorque, Emma Roberts cresceu envolvida no meio cinematográfico. Embora não tenha vivido com o pai desde muito cedo — visto que os pais se divorciaram quando Emma tinha apenas sete meses e passou a viver com a mãe — o mundo de Hollywood era familiar e natural para si.

Emma Roberts com a tia, Julia.

A tia Julia Roberts, em particular, a maior estrela da família, parece ter sido uma inspiração para Emma — embora a sobrinha sempre tenha procurado construir o seu próprio caminho. “Nunca tentei ser como ela. Amo-a muito, amo o trabalho dela, mas estou só a tentar fazer a minha própria coisa”, disse numa entrevista à revista “Tatler” no ano passado.

Emma Roberts contou ainda como aprendeu muito por ter crescido nos sets de gravações. “Eu escrevia as etiquetas do guarda-roupa, organizava os pincéis de maquilhagem e via como faziam os livros de continuidade.”

Noutra entrevista, de 2020, contou que chegou a experimentar os figurinos da tia no filme “Erin Brockovich” e que tirou fotografias assim vestida. “Foi tão divertido. Foi como brincar às máscaras e aos cabelos e maquilhagem num outro nível.”

Estreou-se no cinema em 2001, quando tinha apenas 10 anos. Participou numa curta-metragem chamada “BigLove”, foi figurante em “O Par do Ano” (protagonizado pela tia) e foi contratada como atriz para fazer uma personagem em “Profissão de Risco”, filme de Johnny Depp e Penélope Cruz. “O realizador falou com a minha mãe e disse que eu não estaria por perto de nada que não fosse apropriado”, contou, citada pelo “Buzzfeed”.

Desde então, nunca mais parou. Em 2004 tornou-se a protagonista de uma série do canal Nickelodeon, “Unfabulous”, que a levou a ser nomeada para os galardões dos Teen Choice Awards e Young Artist Awards. Como a sua personagem era uma cantora, lançou também um álbum em 2005, intitulado “Unfabulous and More”.

Depois, participou em produções como “Nancy Drew”, “Miúda Insuportável”, “Hotel para Cães” ou “Dia dos Namorados”. Foi mais ou menos a partir de 2010 que começou a fazer papéis mais maduros e adultos, o que a levou a entrar em filmes como “Gritos 4”, “Celeste e Jesse Para Sempre”, “Empire State: O Assalto”, “Palo Alto”, “O Meu Nome é Michael”, “Mundo Adulto”, “Nerve – Alto Risco” ou “Clube dos Bilionários”. Na televisão, fez papéis importantes em “Scream Queens” e “American Horror Story”.

Emma com o pai, Eric Roberts.

Agora, no novo “Um Casamento do Pior”, contracena com aquele que foi um dos colegas mais marcantes da tia Julia Roberts: Richard Gere. Os dois protagonizaram “Pretty Woman: Um Sonho de Mulher”, um filme marcante e ultra popular, e para Emma Roberts trabalhar agora com Gere é como “um ciclo completo”, como descreveu em declarações à “Page Six”.

“Adorei vê-lo em ‘Noiva em Fuga’ [onde também contracenou com Julia Roberts] e ‘Pretty Woman’. Obviamente, trabalhou com a minha tia, por isso poder trabalhar com ele foi como um ciclo completo. Fez todo o sentido”, disse Emma Roberts.

A propósito deste encontro no ecrã, a revista “People” perguntou-lhe mesmo se sentia que a tia lhe estava a “passar a tocha”. “Não é algo sobre o qual tenhamos falado, mas estava muito entusiasmada para trabalhar com ele porque ‘Noiva em Fuga’ é um dos meus filmes favoritos dos que eles fizeram.”

Richard Gere também falou com a revista, elogiando Emma Roberts e frisando que teve “um dos papéis mais difíceis” do filme. “Obviamente adorei trabalhar com a tia dela, mas ela é a sua própria pessoa. Tem a sua própria carreira e faz as coisas à sua maneira (…) E acho que esteve ótima.”

Carregue na galeria para conhecer outros filmes que estreiam em breve nos cinemas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT