Cinema

The Walking Dead: será que é desta que vamos dizer adeus aos zombies?

O primeiro dos oito últimos episódios da série que estreou há 12 anos chega na próxima segunda-feira.
Os mortos-vivos regressam para o grande final.

Não é todos os meses que se pode dizer que, desta vez, sim, vêm aí os derradeiros episódios de “The Walking Dead”. A série de zombies que se prolonga há mais de uma década avança, a 3 de outubro, segunda-feira, para a estreia do último segmento daquela que é a 11.ª temporada. Diz que é uma espécie de fim, mas não será propriamente uma despedida.

O final de “The Walking Dead” tem sido longo e disperso. A última temporada da série estreou em agosto de 2021, mas está dividida em três partes de oito episódios — no total são 24 capítulos. A segunda parte chegou no 21 de fevereiro. A terceira, e última, começa a ser transmitida às 22h15 desta segunda-feira no canal Fox. 

Baseada na banda desenhada de Robert Kirkman publicada pela Image Comics, foi um verdadeiro ícone e acumulou uma fantástica base de fãs em todo mundo. Ao longo dos 12 anos em que foi exibida na televisão passou por várias fases. O prolongamento, no entanto, fez com que tivesse um declínio de audiências.

Daqui a sete semanas será transmitido o 177.º episódio (o último dos oito desta terceira parte) de uma história que entrou nas nossas vidas em 2010. Mas não será o fim e o universo narrativo vai continuar. O spinoff “Fear the Walking Dead” está a caminho da oitava temporada. Este ano estreou um projeto de antologia, em que cada episódio conta uma história diferente centrada numa personagem distinta, chamado “Tales of the Walking Dead”. Também já foi anunciado um spinoff centrado na história de Daryl e Carol, que deve estrear em 2023.

Em 2018, foi anunciado que iria existir uma trilogia de filmes com a personagem de Rick Grimes (Andrew Lincoln), que protagonizou as primeiras temporadas da série. Porém, não foram adiantados muitos detalhes sobre esse projeto nos anos que já se seguiram ao anúncio.

A divulgação por antecipação dessas expansões do universo TWD acabou por funcionar, de alguma forma, como um “spoiler” para estes últimos episódios. Algo que sempre marcou a série foi o sentimento de que ninguém estaria seguro. Agora, não sabemos quem irá morrer, mas já conhecemos quem irá sobreviver por estarem designados para outras séries.

O ex-vilão Negan (Jeffrey Dean Morgan), que andava sempre acompanhado por um bastão de basebol chamado Lucille, segue com Maggie (Lauren Cohan) para um dos spinoffs, Dead City, que será em Nova Iorque. Daryl (Norman Reedus), promovido a principal depois da saída de cena de Rick Grimes durante a nona temporada, vai andar pela Europa pós-apocalíptica. E iremos reencontrar Rick (Andrew Lincoln) e Michonne (Danai Gurira) numa outra minissérie de seis episódios.

E, se os principais nomes da franquia vão passar ilesos, o mesmo não se pode dizer do resto. Eugene (Josh McDermitt), Aaron (Ross Marquand), Rosita (Christian Serratos), Gabriel (Seth Gilliam), Ezekiel (Khary Payton), Yumiko (Eleanor Matsuura), Princesa (Paola Lázaro) e Mercer (Michael James Shaw) não têm os seus futuros assegurados e podem ser as principais baixas dos últimos episódios.

Por se tratar de “The Walking Dead”, é possível que mais do que uma destas personagens secundárias protagonizem mortes chocantes para os fãs. A série nunca se privou de liquidar nomes importantes do elenco, e tudo indica que seguirá com a mesma fórmula na sua leva final. Oportunidades para isso não irão faltar. A 11.ª temporada mostrará o embate final entre o grupo liderado por Daryl e Maggie contra as forças da Commonwealth. Lance Horsby (Josh Hamilton) e Pamela Milton (Laila Robins) farão frente aos protagonistas e podem ser os responsáveis por várias mortes.

Carregue na galeria para descobrir as séries que chegam às televisões e às plataformas de streaming já em outubro.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT