« Tome nota: estes são os 10 melhores filmes de 2020

1. “1917”

Venceu três Óscares (dos dez para os quais estava nomeado) e não é por acaso. Esta é uma história de guerra inspirada no avô de Sam Mendes, que lhe contou durante a infância as suas experiências durante a Primeira Guerra Mundial. Não é uma epopeia dramática com uma perspetiva macro sobre o primeiro grande conflito a uma escala global. Em vez disso, foca-se num episódio — fictício — muito particular, na frente ocidental da guerra, em França, durante um longo dia de primavera.

Na história, dois soldados britânicos, Blake (Dean-Charles Chapman) e Schofield (George MacKay), têm como missão entregar uma ordem de um general a outro pelotão de combate, que está a algumas horas de distância. Os alemães retiraram as suas tropas daquele território e o outro pelotão prepara-se para atacar em força o exército germânico.

O que ele não sabe é que a retirada estratégica foi uma armadilha e, portanto, há 1600 soldados britânicos que irão perder a vida caso sigam os seus planos. Um dos 1600 é o irmão mais velho de Blake. Só que para chegarem até lá vão ter de atravessar um território perigoso, que até há muito pouco tempo era ocupado pelos alemães, que tem armadilhas montadas e vários perigos. 

O filme foi gravado em praticamente um único plano de sequência. Ou seja, não alterna entre várias câmaras, como é habitual, e tudo se passa no decorrer daquele dia. É um trabalho de realização e de direção de fotografia absolutamente soberbo.  As únicas duas personagens principais são Blake e Schofield — os únicos que acompanhamos desde o início até ao fim. Através da sua viagem nos territórios desconhecidos e perigosos da França ocupada, “1917” consegue a incrível proeza de nos fazer mergulhar naquele universo.

É uma experiência cinematográfica como não houve este ano. Os cenários foram criados de forma ultra realista e não existe um pingo de romantismo. A ideia é mesmo mostrar a crueza da guerra e de como tudo aquilo é terrível. Há cadáveres amontoados em trincheiras que desabaram, animais mortos, toneladas e toneladas de terra remexida. A certa altura parece que estamos mesmo lá e a fantástica banda sonora só contribui ainda mais para causar esse efeito. É uma obra-prima.

Elenco: Dean-Charles Chapman, George MacKay, Colin Firth, Daniel Mays, Andrew Scott, Mark Strong, Benedict Cumberbatch, Richard Madden.

Realização: Sam Mendes

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT