Cinema

Vai poder assistir a (quase) toda a obra de João Botelho na Cinemateca

A exibição começa esta quinta-feira, dia 1 de setembro. Inclui filmes como “Conversa Acabada” e “Tráfico”.
Vão ser exibidas mais de 30 obras.

A Cinemateca Portuguesa, em Lisboa, prepara-se para exibir uma grande parte da filmografia de João Botelho. O ciclo vai iniciar-se esta quinta-feira, 1 de setembro, e foi intitulado de “Os filmes são histórias, o cinema é a maneira de as filmar”. Apenas ficam de fora três documentários feitos nos anos 70.

Através de “Tráfico”, estreado em 1988, o público inicia uma viagem pelo trabalho do realizador português. Trata-se de “uma feroz e divertida sátira ao novo-riquismo que assolou Portugal e os portugueses depois da entrada do país para o clube dos ricos da União Europeia”. “Conversa Acabada” (1981), “Um Adeus Português” (1985) e “A Mulher que Acreditava Ser Presidente dos Estados Unidos da América” (2003) continuam com a exibição.

Entre as longas e curtas-metragens que fazem parte do alinhamento, vão ser apresentados mais de trinta trabalhos. Não é seguida uma ordem cronológica.

Dos filmes que o realizador escolheu para “Carta Branca”, que incluem autores como Jean-Luc Godard ou Alfred Hitchcock, à ligação de Botelho com a literatura, vai ser possível conhecer e debater a sua trajetória. O cineasta vai estar presente numa conversa, no dia 26 de setembro, às 18 horas, na instituição.

Pode ler mais sobre a programação no site da Cinemateca.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT