Cinema

Vamos ter que esperar por 2021 para poder chamar por “Candyman”: a estreia foi adiada

Regresso da personagem de terror chega com o cunho de Jordan Peele.
Se o chamarem cinco vezes...

Foi em 1992 que foi invocado pela primeira vez, em frente ao espelho, em “Candyman” (“O Assassino em Série”, em português”), quando o seu nome era dito cinco vezes seguidas. O filme ganhou algum estatuto de culto entre fãs do cinema de terror e estava previsto voltar oas cinemas no próximo mês de outubro, numa nova versão. Mas a estreia foi mesma adiada para o próximo ano.

A nova versão de “Candyman” foi escrita e produzida por Jordan Peele, o realizador de “Nós” e “Foge”, este último a conseguir ganhar espaço entre nomeados aos Óscares, algo raro no cinema de terror. A realização ficou a cargo de Nia DaCosta, ela que vai também realizar “Captain Marvel 2”.

Nesta nova versão, acompanhamos o pintor Anthony McCoy (Yahya Abdul-Mateen II), cuja carreira estagnou, e a namorada, a diretora de uma galeria Brianna Cartwright (Teyonah Parris). O casal muda-se para um condomínio de luxo em Cabrini, renovado. Um encontro casual com um veterano de Cabrini-Green (Colman Domingo) põe Anthony a par da lenda urbana em torno de Candyman.

O filme ia estrear em Portugal a 15 de outubro mas os estúdios Universal e MGM optaram por adiar a estreia. Nas próximas semanas deverão confirmar a futura data de estreia. Originalmente o filme estava previsto para o passado mês de junho mas a pandemia obrigou a adiar a estreia. Teremos de esperar mais um pouco para invocar Candyman.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT