Cinema

“Velocidade Furiosa”: The Rock rejeita convite de Vin Diesel para regressar à saga

O ator tinha-se afastado depois de momentos de tensão com o próprio Vin Diesel. O apelo do ex-colega não alterou a decisão.
Dom e Hobbs são as personagens que interpretam.

O suspense acabou. Dwayne Johnson não vai mesmo voltar a interpretar Hobbs em “Velocidade Furiosa”. O apelo feito por Vin Diesel a 7 de novembro, no Instagram, onde pediu ao ator que se elevasse à altura da ocasião e cumprisse o seu destino, ajudando a fazer do filme de despedida o melhor da franquia, não alterou a decisão do antigo wrestler, confirmada no verão. Em entrevista à CNN, foi perentório: “não há qualquer hipótese“.

“Fiquei muito surpreendido pela publicação recente do Vin. Em junho passado, quando nos ligámos sem ser nas redes sociais, disse-lhe diretamente – e em privado – que não voltaria. Fui firme, mas cordial com as minhas palavras, e disse que iria sempre apoiar o elenco e torcer pelo sucesso da saga, mas não existe qualquer hipótese de eu regressar”, explicou.

Johnson mostrou-se ainda desagradado com o apelo público do ex-colega, descrevendo-o como “um exemplo da sua manipulação”, por ter mencionado os filhos e Paul Walker, depois de já ter sido comunicado da sua decisão.

“Não gostei que tivesse trazido os seus filhos para a mensagem, assim como a morte de Paul Walker. Devia tê-los deixado fora disso. Tínhamos falado há meses e chegámos a um entendimento claro”, concluiu.

Tensões evidentes com o próprio Vin Diesel, em tempos um amigo próximo, levaram Johnson a afastar-se da saga. Apesar das tentativas que fizeram ao longo dos anos para desvalorizar o desentendimento, The Rock disse várias vezes publicamente que não voltaria e virou as atenções para a spin-off’ “Hobbs and Shaw”, ao lado de Jason Statham.

Há 20 anos estreava nos cinemas “Velocidade Furiosa”. O filme retrata um agente da polícia de Los Angeles que se infiltra no mundo das perigosas (e ilegais) corridas de carros de rua, que estão ligadas a grupos criminosos organizados. O agente acaba por se deixar conquistar pela “família” e é assim que a saga continua.

O primeiro filme não teve assim tanto sucesso — mas os valores arrecadados na bilheteira da história, e dos capítulos que se seguiram, determinou que “Velocidade Furiosa” alcançasse uma escala cada vez maior. A cada novo episódio com mais carros, mais manobras impossíveis, mais sequências loucas de ação e narrativas globais, que não se cingiam apenas às ruas de LA. Os fãs também aumentaram exponencialmente até esta se tornar numa das sagas mais populares do novo milénio.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT